Dicas para atuar no setor de delivery - WHOW

Eficiência

Dicas para atuar no setor de delivery

Veja neste conteúdo a importância do delivery como incremento na receita das pequenas e médias empresas e também algumas dicas para começar no ramo.

POR Redação Whow! | 07/07/2021 18h02

Você costuma utilizar aplicativos de delivery? Quantos pedidos já fez com apenas alguns cliques? Pedir refeições assim virou algo comum na sua realidade após a pandemia?

Se respondeu sim a alguma dessas perguntas, saiba que contribuiu e pode estar contribuindo para o crescimento do setor do delivery no Brasil. Só para se ter uma ideia, segundo o estudo da empresa RankMyApp, empresa de inteligência e performance mobile, o IFood liderou o ranking dos aplicativos mais baixados no ano passado. 

Hoje, a empresa conta 3 milhões de usuários ativos e recebe, em média, 3 milhões de pedidos por mês, ainda conforme dados do RankMyApp. 

Neste conteúdo, veja números impressionantes do setor de delivery no Brasil, como a prática ajuda pequenos e médios restaurantes e também 5 dicas valiosas para atuar com delivery. Continue a leitura! 

Setor de delivery como alternativa para PMEs

A pandemia chegou sem avisar e pegou o mundo inteiro de surpresa. De uma hora para outra, todos tiveram as suas rotinas afetadas. Logo no início, as medidas mais rígidas a fim de evitar o contágio pelo Covid-19 impactaram diretamente o comportamento do consumidor. 

Afinal, tendo que evitar sair de casa e com vários estabelecimentos fechados, como então adquirir o que precisavam? A saída era o delivery e, para algumas pequenas e médias empresas, essa prática representou um verdadeiro salto em seus faturamentos. 

Ano passado, entre 2 e 7 de abril, o Sebrae realizou uma pesquisa e constatou que, mesmo com os impactos negativos causados pela pandemia, 400 mil pequenos negócios tiveram um aumento médio de 47% em suas receitas. 

Uma das principais causas desse crescimento foi a adoção do delivery por boa parte dessas empresas, grande parte delas do segmento de alimentação e também de bebidas.  Nesse sentido, o delivery ajudou pequenas e médias empresas a impulsionar suas receitas. 

5 Dicas para atuar no setor de delivery

Comece pequeno

Se sua empresa nunca realizou entregas por delivery, por que então começar, de cara, atendendo uma cidade inteira? 

Não se arrisque e comece aos poucos, com as opções mais simples nas regiões próximas do seu estabelecimento. Não são poucos os casos de negócios que, no primeiro dia do delivery, acabam manchando completamente a sua imagem no mercado: os pedidos chegam aos montes e a falta de planejamento vem à tona

Portanto, comece pequeno, avalie os resultados e não deixe de fazer alguns testes. 

Contudo, antes de fazer aplicar o delivery no seu negócio, estude o seu público. Veja se essa prática faz parte da realidade dele. Afinal, para algumas empresas, pode não fazer sentido realizar entregas ou serviços em casa.

Foco em divulgação 

Está no iFood, no Uber Eats ou tem um aplicativo próprio? Comunique isso aos seus clientes que ficarão felizes em saber da novidade. 

Os seus clientes somente saberão que você realiza entregas se eles forem informados. Junto com isso, as principais informações referentes ao modelo de delivery, como valores de taxas, tempo e possíveis restrições em relação aos locais de entrega, devem estar sempre disponíveis aos consumidores. 

Nesse contexto, aproveite bem as suas redes sociais: divulgue no seu perfil, envie para amigos, conhecidos e familiares, faça ligações. Porém, não se esqueça do mundo offline. Informar através de panfletos,  banners físicos em locais estratégicos e, até mesmo, parceria para divulgação desse material em outros estabelecimentos podem ser boas opções.

Diferencial de negócio

Com o crescimento da procura pelo serviço de delivery, muitas pequenas e médias empresas têm como foco principal a entrega dos seus produtos aos seus clientes, consolidando assim uma concorrência intensa.

Contudo, isso não é motivo para desanimar e sim, para buscar os seus diferenciais em relação aos seus concorrentes. Assim, além da pesquisa dos concorrentes que falamos na primeira dica, não se atenha apenas ao que eles fazem ou deixam de fazer: desenvolva coisas novas!

Promoções do dia, atendimento diferenciado, brindes exclusivos para os consumidores mais ativos e, o principal, foco na redução do tempo e qualidade nas entregas são exemplos de como seu negócio pode se destacar. 

Planeje sua entrega: utilizar aplicativos ou contratar um entregador?

Para quem está começando e ainda não tem uma estrutura própria, com entregadores e sistemas para monitoramento das entregas, o uso dos aplicativos de delivery pode ser uma ótima alternativa.

Porém, a frequência das entregas na sua empresa deve ser considerada. Uma pizzaria, por exemplo, costuma ter um volume alto de pedidos e, para este tipo de serviço, a contratação de um entregador pode ser mais interessante que o uso de aplicativos, onde se paga um percentual por cada entrega realizada. 

Agora, no caso de entregas mais pontuais, para quem ainda não tem tanta estrutura, contratar o serviço de entrega de um aplicativo de delivery pode ser mais vantajoso.

Vale ressaltar também a importância de pesquisar sobre cada um deles, a fim de escolher qual oferece a melhor opção para sua empresa. Outro ponto para estudo é qual deles é o mais popular dentre o seu público atual e na sua região. 

Fidelização de clientes

É óbvio que você espera que os seus clientes voltem, não é mesmo?

Todavia, a sua empresa não deve apenas realizar um bom serviço e uma boa entrega: é preciso focar no relacionamento positivo e duradouro com o seu público. Uma das formas de se fazer isso é focando na fidelização dos seus clientes atuais.

Para que ocorra essa fidelização, você pode pensar em pesquisas de satisfação, oferecer um brinde a cada cinco compras, por exemplo, e sempre estar em contato com o cliente, oferecendo novidades e contando coisas relevantes, como a importância da escolha do tipo de cesta em seus produtos.  

Afinal, fidelizar não é uma questão de escolha e sim, de sobrevivência para o negócio. Além disso, é muito mais caro tentar conquistar novos clientes do que alimentar um bom relacionamento com atuais. 

Se interessou e quer começar a atuar com delivery?

Se você leu este conteúdo e quer agora investir no setor de delivery, o primeiro passo a fazer é estruturar como será a logística dessa prática no seu negócio. Em resumo, a dica principal é sempre estudar e analisar uma mudança como esta. Afinal, caso sua empresa não consiga suprir a demanda, a sua reputação certamente será abalada. 

Além das dicas acima, pesquise a concorrência, veja como atuam e tente extrair os pontos positivos e também tente identificar no que precisam melhorar. Assim, o seu delivery já pode nascer atendendo necessidades do público que os outros do mercado não estão conseguindo suprir.

Gostou do conteúdo? Se sim, assine agora mesmo a nossa newsletter gratuitamente. Todos os dias, você receberá artigos interessantes sobre mercado, empreendedorismo, tecnologia e gestão!