Desconectar é preciso: conheça o Detox Digital - WHOW
Tecnologia

Desconectar é preciso: conheça o Detox Digital

Viver de olho nas redes sociais pode causar ansiedade e depressão. Veja os benefícios de aproveitar a vida longe das telas e dicas de como um detox digital

POR Luiza Bravo | 25/11/2019 10h00 Desconectar é preciso: conheça o Detox Digital Foto Arek Socha (Pixabay)

O despertador mal toca, e você já desliga o alarme e corre o dedo direto para o ícone do Instagram ou do Whatsapp. No trabalho, aproveita cada brecha para pegar o celular e ver o que está acontecendo nos feeds de outras redes sociais. Antes de dormir, programa o alarme para o dia seguinte e… ops, uma espiadinha a mais no que os outros andam fazendo – e postando. Se identificou? Então talvez esteja na hora de tentar um detox digital.

O termo vem ganhando força nos últimos tempos, e com razão. Cada vez mais pessoas estão sentindo na pele os efeitos nocivos da hiperconectividade.

Se, por um lado, a tecnologia facilitou a forma como trabalhamos e ajudou a mantermos contato com pessoas que vivem longe, por outro, trouxe uma carga de estresse e ansiedade que está começando a pesar para muita gente.

digital Foto WilliM IVEN (Pixabay)

Brasil como paraíso do detox digital 

Estudos recentes revelaram que as redes sociais provocam no cérebro uma reação semelhante à causada por drogas entorpecentes. O resultado é o mesmo: um ciclo vicioso baseado em euforia e abstinência.

Isso acontece porque, ao ver fotos e vídeos das “vidas perfeitas” de quem seguimos, desencadeamos um processo de projeção e comparação. Nos sentimos fracassados por não ter treinado às sete da manhã, por não ter viajado para o lugar mais badalado do momento ou por não termos conhecido o restaurante que acabou de inaugurar.

O detox digital propõe justamente esse afastamento das redes, estimulando um olhar mais atento para nós mesmos e para nossas conquistas.

O futurologista dinamarquês Peter Kronstrøm diz que esse processo não precisa ser drástico, e defende que o contato com a natureza pode ajudar muito a reduzir a ansiedade causada pelas redes sociais.

Segundo ele, o Brasil tem um potencial enorme para oferecer essa “reabilitação”, já que o clima e as paisagens naturais são convidativos para a prática de atividades ao ar livre.

Os exercícios físicos têm grande importância nesse processo por dois fatores: além de afastarem o “dependente” do celular durante a prática, ainda estimulam a produção de endorfina e serotonina, hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar, que ajudam a combater os sintomas de ansiedade e depressão causados pelo acesso excessivo às redes sociais.

A dependência digital tem ganhado proporções tão grandes que despertou até o interesse do Governo Federal. Em julho, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançou a campanha Desafio Detox Digital Brasil, com o objetivo de implementar políticas públicas para conscientizar a população sobre os riscos que a hiperconectividade traz.

Alguns hotéis pelo Brasil já oferecem pacotes de spa para detox digital. Durante a hospedagem, são oferecidas a prática de atividades físicas e terapias holísticas, que estimulam os clientes a olhar mais para si mesmos. O acesso à internet também é controlado. Em um deles, por exemplo, o sinal de wi-fi é totalmente cortado durante a noite, contribuindo para o relaxamento e melhora do sono dos hóspedes.

digital Foto (Burst)

A opinião de quem fez

No fim de 2018, a coaching de carreira Bruna Fioreti ficou uma semana totalmente afastada do celular. Ela contou ao Whow! que decidiu fazer o detox digital porque estava saturada, já que grande parte de seu trabalho está atrelado à produção de conteúdo para redes sociais.

“Eu produzo muito conteúdo pra Instagram, Facebook, Youtube. Então a gente acaba, sem ver, acordando e mexendo na rede social. Isso acontecia comigo também. E eu estava ficando exausta, tendo uma sensação de cansaço mental muito acima da média.”

Bruna diz ainda que a experiência foi muito tranquila, e que não sentiu falta de postar ou de olhar as redes sociais: “Foi reconfortante porque me dei conta de que não era viciada, era apenas uma questão de hábito”. Depois da experiência, passou a controlar melhor o tempo que passa nas redes, e não fica mais grudada ao smartphone.

Como coaching, ela acredita que o detox digital é uma ferramenta importante para reavaliar as relações que estamos desenvolvendo com as redes sociais, e nos aliviar do excesso de informação e de conexões.

“Acho uma experiência muito interessante para avaliar como você se sente sem aquilo e redimensionar aquilo na sua vida. Eu pretendo fazer de novo, porque no meu caso, percebi que realmente desestressa e diminui a ansiedade.”

Quero fazer um detox digital, e agora?

Não é preciso tomar medidas drásticas, nem gastar dinheiro para se desintoxicar das redes sociais. É possível fazer seu próprio detox digital de graça, e sem sofrer tanto.

Confira abaixo, algumas dicas:

1. Não leve o celular para a mesa na hora das refeições. Aproveite o tempo para conversar com a família ou com os colegas do trabalho. Pergunte como foi o dia deles, compartilhe angústias e alegrias, troque. As mensagens no Whatsapp podem esperar.

2. Compre um despertador analógico. Assim, é possível deixar o celular em outro cômodo na hora de dormir, e a tentação de olhar as redes sociais logo que acorda é menor. Não se esqueça de deixar o smartphone no modo avião ou “não perturbe”, para evitar barulhos de notificações durante a madrugada.

3. Estabeleça um tempo para passar nas redes sociais diariamente – e cumpra! No Instagram, por exemplo, é possível configurar um alerta para isso. Desabilitar as notificações também pode ajudar muito. 


+TECNOLOGIA

O Mais incrível festival de inovação para negócios do país
Entenda como a inteligência artificial está combatendo o câncer
Brasil aparece no fim da lista em ranking global de competitividade digital
O que um muro pode nos ensinar sobre inovação?
P&G lança impressora jato de tinta para o rosto