Desafios da inovação aberta na Sociedade da Informação - WHOW
Vídeos

Desafios da inovação aberta na Sociedade da Informação

Acompanhe a primeira semana da Oiweek 2020, mais tradicional evento sobre inovação aberta do Brasil, com a parceria estratégica do Whow!

POR Redação Whow! | 19/05/2020 15h19

A inovação aberta é um dos principais modelos para grandes empresas inovarem atualmente. Mas este processo exige o relacionamento próximo e contínuo com startups, além de parceiros especialistas no tema para que as conexões sejam eficientes e consistentes.

E pensando nisso, o Whow! atuará como parceiro estratégico da Open Innovation Week (Oiweek) 2020, o maior e mais tradicional evento do setor no Brasil, realizado desde 2008, e que este ano terá a sua 12ª edição e em formato inédito 100% digital. A realização é da 100 Open Startups.

Durante o ano, o evento terá a participação dos principais programas de Open Innovation do país, no formato de webinars. Os líderes em inovação destas grandes empresas vão descrever as visões de oportunidades para startups e também vão abordar macro temas ao longo da semana. Nesta primeira semana os assuntos são: Sociedade da Informação, Saúde e Bem-estar, Energia e Indústria do Futuro.

Na segunda-feira (18), aconteceu o primeiro dia como o tema central em “Sociedade da Informação”, com participação de Vítor Andrade, Diretor Geral IdeXo da Totvs, Vinícius Fontes, Managing Director e Head de Ventures para América Latina da Accenture,  Filipe Lustman, Business Partnerships da IBM,  Rafael Campolina, coordenador de RH de Inovação e Marca Empregadora da Natura, Bruna Bueno, Head de Inovação Digital da Braskem, Bruno Rondani, CEO da 100 Open Startups, e Leonardo Gomes, professor da FEA-USP.

Veja abaixo alguns dos principais destaques dos participantes e o vídeo na íntegra no topo deste texto.

Desafios da inovação aberta na Sociedade da Informação

 A Head de Inovação Digital da Braskem comentou sobre a abordagem da companhia para disrupções. “A gente observa e entende como está evoluindo, dentro da nossa organização, e aí decide o approach que vai tomar. Hoje quando olho o portfólio de iniciativas transformacionais de digital da Braskem, 80% das nossas iniciativas são ligadas a nossa ciência de dados.”

O diretor Geral IdeXo da Totvs abordou uma das principais tendências pós-Covid-19, na sua visão: “Neste momento, coisas que digitalizam o processo que antes era muito físicos, como no varejo e na medicina, este processo de digitalização foi intensificado, com a telemedicina, educação EaD e eventos on-line. Algumas destas tendencias vão continuar pós-quarentena. A digitalização da jornada do cliente é uma tendência que vai continuar em vários segmentos.”

Já o Managing Director e Head de Ventures para América Latina da Accenture comentou sobre as mais de 300 parcerias com startups já realizadas no Brasil e dois temas que mais buscam. “Soluções que entregam automação e inteligência artificial de alguma forma a gente já se relacionou.”

Para o Business Partnerships da IBM  falou sobre o programa de inovação aberta da empresa. “Hoje, a gente tem 13 empresas — o programa é recente, tem seis meses — com discussões, desde detecção de salmonela, que a gente junta inteligência artificial com blockchain, até marketing digital.”

Por fim, o coordenador de RH de Inovação e Marca Empregadora da Natura falou da abrangência que a empresa tem no ecossistema de inovação. “A gente tem muito interesse de conhecer todos os tipos de soluções. Não fazemos um recorte ou um pré-filtro para um segmento específico.”

Saúde e bem-estar na Open Innovation Week

Acompanhe o segundo dia da Oiweek na página inicial, aqui do Whow!, ou na conta da 100 Open Startups no YouTube., entre 15h e 17h30, com tema de ” “Saúde e Bem-estar: o que aprendemos e quais os novos desafios”.

Os palestrantes do dia serão: Thiago Julio (Dasa), Fernando Dantas (Grupo Pardini), Livea Barbosa (Johnson&Johnson), Marcela Martinelli (Natura) e Rafael da Silva (Unimed-BH).


+NOTÍCIAS

Startups se mostram otimistas com o futuro, segundo pesquisa
Conheça os dados e obstáculos do empreendedorismo e da inovação no Brasil, segundo o IBGE
Saiba como criar um corporate venture capital na sua empresa, segundo a 500 Startups
Como a startup 321Beauty planeja ajudar 2 mil profissionais de beleza no Brasil