Desafios da inovação aberta no setor da saúde - WHOW
Vídeos

Desafios da inovação aberta no setor da saúde

Acompanhe a primeira semana da Oiweek 2020, mais tradicional evento sobre inovação aberta do Brasil, com a parceria estratégica do Whow!

POR Redação Whow! | 20/05/2020 17h47

A inovação aberta é um dos principais modelos para grandes empresas inovarem atualmente. Mas este processo exige o relacionamento próximo e contínuo com startups, além de parceiros especialistas no tema para que as conexões sejam eficientes e consistentes.

E pensando nisso, o Whow! atuará como parceiro estratégico da Open Innovation Week (Oiweek) 2020, o maior e mais tradicional evento do setor no Brasil, realizado desde 2008, e que este ano terá a sua 12ª edição e em formato inédito 100% digital. A realização é da 100 Open Startups.

Durante o ano, o evento terá a participação dos principais programas de Open Innovation do país, no formato de webinars. Os líderes em inovação destas grandes empresas vão descrever as visões de oportunidades para startups e também vão abordar macro temas ao longo da semana. Nesta primeira semana os assuntos são: Sociedade da Informação, Saúde e Bem-estar, Energia e Indústria do Futuro.

Na terça-feira (19), aconteceu o segundo dia como o tema central em “Saúde e Bem-estar – o que aprendemos e quais os novos desafios”, com participação de Thiago Julio, gerente-executivo de Inovação Aberta da Dasa, Fernando Dantas, gerente-executivo de Experiência Digital do Grupo Pardini, Livea Barbosa, gerente de Inovação Externa para America Latina da Johnson&Johnson, Paulo Castilho, coordenador de inovação da Natura, Rodrigo Rodrigues, gerente de inovação da Janssen, Rafael da Silva, coordenação de Desenvolvimento e Inovação da Unimed-BH, Bruno Rondani, CEO da 100 Open Startups, e Leonardo Gomes, professor da FEA-USP.

Veja abaixo alguns dos principais destaques dos participantes e o vídeo na íntegra no topo deste texto.

Desafios da inovação aberta na saúde

A gerente de Inovação Externa para America Latina da Johnson&Johnson comentou sobre o foco em sustentabilidade da companhia. “A empresa tem objetivos de sustentabilidade muito ambiciosos, principalmente na área de embalagens. As pessoas já não querem gerar tanto lixo e tanto plástico.”

O  gerente-executivo de Inovação Aberta da Dasa abordou a relação da empresa com as biotechs. “A gente quer sim se aproximar das biotechs. O que a gente viu é que é mais difícil porque não existem tantas no Brasil. Elas dependem muito da estrutura física de um laboratório.”

Já o gerente-executivo de Experiência Digital do Grupo Pardini falou a respeito da mudança dos investimentos em inovação fechada para a aberta. “Em 1981, 70% dos investimentos das grandes empresas era em inovações fechadas e este número praticamente se inverteu. As empresas estão mais abertas por natureza e as startups estão tendo mais acesso.”

O gerente de inovação da Janssen comentou sobre a burocracia na triagem para relação com startups. “Explore o nosso site, pois lá estão as nossas ideias e como entendemos inovação e as nossas principais áreas de interesse. O primeiro grande passo é ter este match.”

E o coordenador de inovação da Natura destacou alguns dos principais gaps nos processos de inovação aberta “Os timings de uma grande empresa e de uma startups são bem distintos, precisa ter esta distinção. Algo no lado das empresas que é bastante complexo é a questão dos processos. Aqui criamos um fluxo paralelo para as startups para tentar diminuir este gap.”

Por fim, o responsável pela coordenação de Desenvolvimento e Inovação da Unimed-BH falou sobre inovações que a pandemia da Covid-19 acelerou na empresa. “Uma delas foi a telemedicina, para a qual já tínhamos um projeto piloto. Em sete dias, após a declaração da pandemia, já estávamos com o serviço de consulta on-line para o coronavírus no ar.”

Energia na Open Innovation Week

Acompanhe o terceiro dia da Oiweek, nesta quarta-feira, na página inicial, aqui do Whow!, ou na conta da 100 Open Startups no YouTube, entre 15h e 17h30, com o tema “Energia – o que aprendemos e quais os novos desafios”.

Os palestrantes do dia serão: Pedro Leal Noce (Raízen), Rosario Cannata (EDP), Julia Rodrigues (AES Brasil), Guilherme Amaral (IsaCteep) e William Souza (Cemig Sim).


+NOTÍCIAS

Os melhores locais de trabalho para os inovadores
Bactéria com DNA 100% sintético pode impulsionar novos tratamentos médicos

Conheça as principais barreiras para inovação na área de marketing
Veja os países mais inovadores do mundo