Do estacionamento para mais de US$ 100 milhões: a história de Marcio Kumruian fundador da Netshoes - WHOW
Vendas

Do estacionamento para mais de US$ 100 milhões: a história de Marcio Kumruian fundador da Netshoes

Conheça a evolução e inovações do CEO da Netshoes. A empresa que nasceu como loja física foi vendida para o Magazine Luiza por quase US$ 115 milhões

POR Adriana Fonseca | 06/03/2020 16h42 Do estacionamento para mais de US$ 100 milhões: a história de Marcio Kumruian fundador da Netshoes Foto ilustrativa Jordan Whitfield (Unsplash)

Em 2001, quando a Netshoes começou sua migração de loja física para virtual, nenhuma venda sequer aconteceu no mês de inauguração do e-commerce da empresa, vendida em junho de 2019 por quase US$ 115 milhões para o Magazine Luiza.

Quem relata esse começo difícil é o CEO e fundador Marcio Kumruian, que escreveu recentemente um artigo para celebrar os 20 anos da empresa. “Não fizemos sequer uma venda no primeiro mês de operação, mas a persistência, o instinto, a vontade de vencer foram os nossos combustíveis para não desistirmos”, escreveu o empreendedor.

netshoes Foto ilustrativa Hermes Rivera (Unsplash)

O começo da varejista de artigos esportivos

A história da Netshoes começou há 20 anos, no ano 2000, quando Marcio abriu uma loja de sapatos na frente do estacionamento de seus tios. Em pouco tempo aconteceu a migração para o digital e no ano passado, quando o Magazine Luiza comprou a operação, também houve ofertas da Centauro para ficar com o negócio.

“Construímos uma das marcas mais valiosas do nosso país, sinônimo de ousadia, inovação, transparência e, acima de tudo, uma marca verdadeira”, escreveu Marcio em seu texto.

Hoje, segundo ele, a Netshoes soma mais de 22 milhões de consumidores atendidos. A empresa gera empregos para mais de 2 mil pessoas e despacha 40 mil pedidos por dia. De 2009 a 2014, a companhia saiu de um faturamento de R$ 155 milhões para atingir mais de R$1,5 bilhão. Em 2019, a receita da empresa chegou a R$ 2,6 bilhões.

Chegar nesse patamar, segundo o relato de Marcio, foi possível graças à virtude das pessoas que fazem parte da empresa e à identificação delas com os valores da companhia. “Ao longo do caminho, enfrentamos dias de extrema dificuldade com situações muito adversas e totalmente inesperadas, mas os nossos valores permaneceram intactos, assim como devem ser”, comentou o fundador.

Ao lado de Marcio nos negócios sempre esteve sua irmã, Graciela Kumruian Tanaka, diretora de operações da Netshoes. A executiva, aliás, foi homenageada como “Notável da Década” pela revista Consumidor Moderno, em novembro do ano passado.

netshoes Foto Netshoes (divulgação)

Lições do empreendedor

Ainda à frente da operação da Netshoes, Marcio encerra seu texto dando conselhos de como construir uma nova Netshoes.

“Não abra mão dos seus sonhos e valores, reúna pessoas que se identificam com o seu propósito, pense pelo viés do cliente, seja disciplinado, não perca o foco, seja resiliente e, acima de tudo, seja humano com as pessoas”

Marcio Kumruian, CEO e fundador da Netshoes

“E ser humano passa por ser humilde. Da mesma forma que atendemos a primeira cliente que entrou em nossa loja ainda vazia na Rua Maria Antonia, – com cuidado, atenção e carinho –, devemos seguir atendendo cada um dos milhares de clientes que seguem confiando em nós diariamente”, explicou.

Fica a dica de quem construiu uma empresa do zero, avaliada em 2019 em mais de US$ 100 milhões. É, sem dúvida, a trajetória de poucos.


+EMPREENDEDORISMO

Empreendedorismo social: o propósito que guia o negócio
Veja as lições de empreendedorismo com o presidente da Cabify no Brasil
Influenciadores como ferramenta de engajamento de público e estratégias das marcas
Whow! 2019 premia as mulheres mais inovadoras do ano