Cultura e exclusividade: Spotify oferece shows virtuais - WHOW

Consumo

Cultura e exclusividade: Spotify oferece shows virtuais

Saiba como o Spotify inova mais uma vez e lança shows online para aproximar o público dos seus artistas

POR Redação Whow! | 24/05/2021 11h54

Numa realidade em que o isolamento social é necessário, com certeza os serviços de streaming foram uma das melhores companhias nessa quarentena. Seja para assistir filmes, séries, documentários, quanto para ouvir playlists ou podcasts, o streaming acompanhou as nossas vidas nesse último ano. Principalmente com diversas inovações oferecidas ultimamente, como os shows virtuais no Spotify.

Até porque, o show não pode parar! A indústria de shows é algo gigantesco em todo o mundo, e muitas pessoas sentem falta de poder acompanhar seus ídolos musicais mais de perto. Isso, sem falar nos milhares de profissionais do setor de shows e eventos, que perderam o emprego no último ano.

Quer saber um pouco mais como funciona essa inovação? E quais seus impactos para o mundo do mercado? Continue o texto até o fim e boa leitura!

Spotify: o maior web player do mundo

Se você é familiarizado com streamings de música, provavelmente você conhece o Spotify. A plataforma cresce a cada ano, e sempre pensa em formas de melhorar a experiência para os seus usuários.

Lançado em 2008, tem como seus criadores: Daniel Ek e Martin Lorentzon. Vale ressaltar que, em apenas um ano a empresa assinou acordos com a Sony BMG, Universal Music, Emi Music e Warner Music Group. Após tanto sucesso, hoje a plataforma já é o principal serviço de streaming de música do mundo.

O Spotify permite que seus usuários tenham acesso a cerca de 30 milhões de músicas, e 2,2 milhões de podcasts. Além de uma infinidade de playlists e rádios, nesse sentido, a plataforma ainda indica músicas e podcasts relacionados com o gosto do ouvinte.

O Spotify já conta com a marca de 345 milhões de usuários ativos ao redor do mundo. Nesse sentido, a plataforma de streaming atingiu 35% de participação do mercado. O vice-líder, Apple Music, tem 19% do mercado e o terceiro lugar, o Amazon Music, possui 15% do total do mercado.

Ou seja, se somar o segundo e terceiro lugar, o Spotify ainda tem mais usuários que os concorrentes. Fato que demonstra a força da plataforma no mercado de música.

Crescimento de novos usuários na quarentena

Ficar sem sair de casa, levou muitas pessoas a mudarem diversos hábitos. Por exemplo, alguns daqueles que costumavam sair para beber e ouvir música, transportaram esse evento para suas próprias casas. Mesmo que isso seja longe da realidade desejada, foi a forma que muitas pessoas encontraram de se divertirem em meio ao isolamento social.

Outra maneira que as pessoas encontraram para se aproximar de uma normalidade, foram os podcasts. Lá o usuário se sente como se estivesse num debate com os apresentadores e participantes do programa.

Dessa forma, nos mais de 2 milhões de podcasts disponíveis, o usuário pode passar horas ouvindo os mais diversos assuntos, que vão desde notícias, até um bate papo descontraído sobre os mais diversos assuntos.

E é nesse cenário que o Spotify aumentou em 30% seu número de usuários na quarentena. Apesar da plataforma disponibilizar o seu serviço de forma gratuita, o número de assinantes pagos alcançou 138 milhões de usuários.

No entanto, apesar desse crescimento, o Spotify perdeu 21% de receita em publicidade. Assim, a plataforma ainda teve prejuízo de 356 milhões de euros em 2020. O vice-presidente da plataforma ressalta que espera um aumento da receita trimestral, mas que esse aumento será mínimo.

Shows virtuais exclusivos Spotify

Apesar de vários países do mundo já estarem voltando a (uma parcela) do normal, muitas pessoas ainda têm receio de se exporem à grandes multidões. E é com o intuito de aproximar esses fãs, dos seus artistas favoritos, que o Spotify está lançando seus shows virtuais.

Apesar das “lives de shows” não serem novidades, a plataforma está investindo em exclusividade para os usuários. Assim, o público dessas apresentações, poderá ter uma experiência mais intimista com os seus ídolos. Algo que não acontece tão facilmente em shows tradicionais.

Além disso, será uma forma de gerar renda para artistas e profissionais do setor de shows, que tiveram seus trabalhos paralisados desde o começo da pandemia. Ou seja, é um projeto que beneficia todas as partes daqueles que estão inseridos.

Os primeiros shows virtuais serão entre maio e junho deste ano, e será desenvolvido em parceria com a produtora Driift. O Spotify garante alta performance de som e imagem, além de permitir que os usuários encontrem facilmente os shows de seus artistas preferidos.

Live shows: atrações confirmadas

Os 5 primeiros shows serão das bandas:

  • The Black Keys, no dia 27 de maio. E será transmitido do Blue Front Café, no Mississippi, EUA;
  • Rag’n’Bone Man, será transmitida no dia 3 de junho, direto da Roundhouse em Londres, Inglaterra;
  • Bleachers fará sua apresentação em 10 de junho. O show será dentro de um ônibus de turismo municipal, que partirá de Brooklyn (NY), até Asbury Park (NJ), EUA; 
  • Leon Bridges se apresenta 17 de junho direto do Gold-Diggers Hotel, em Los Angeles, EUA;
  • Girl in red será a outra apresentação europeia, com data marcada para 24 de junho, a banda se apresenta de Oslo, Noruega.

O Spotify ainda permitiu que os locais de shows fossem escolhidos por cada banda. Dessa forma, os artistas poderão se sentir mais à vontade, e fazer seus shows com mais conforto.

As apresentações terão duração de 40 a 70 minutos, e para acessá-las, o usuário deve pagar o valor estipulado pela plataforma, e poderá adquirir os ingressos por 15 dólares de forma online.

Apesar da plataforma de streaming notificar os fãs das bandas apenas uma semana antes do evento, os ingressos já estão disponíveis no site exclusivo dos shows. Ah! E vale lembrar que não é necessária conta no Spotify para poder participar do evento.

Portanto, conseguimos enxergar porque o Spotify é o maior serviço de streamings de música e podcasts. Além de apostarem em um serviço único e inovador, ainda apostam em diversas novidades para que a experiência do usuário seja cada vez melhor. São ações como essas, que tornam as empresas queridas pelos seus clientes.

Se você quer saber mais novidades sobre inovações para o mercado, assine a nossa newsletter e receba conteúdos gratuitos diariamente.