Contribuição do MEI irá subir: por que seguir pagando é importante? - WHOW

Eficiência

Contribuição do MEI irá subir: por que seguir pagando é importante?

Especialista aponta que o aumento de 10% irá impactar o faturamento dos empreendedores.

POR Redação Whow! | 04/02/2022 13h42

De acordo com dados da Receita Federal, atualmente o Brasil conta com mais de 13 milhões de microempreendedores individuais, os MEIs.

A figura jurídica que permite abrir um CNPJ de maneira simplificada terá sua contribuição mensal aumentada para R$60,60 em fevereiro por conta do aumento do salário-mínimo para R$ 1212. 

Paulo Castro, CEO e co fundador do Contbank, fintech especializada em produtos para PMEs e com atendimento realizado por contadores, aponta que apesar de ser um aumento de mais de 10% que pode impactar diretamente no faturamento, é indispensável que os empreendedores tenham em mente a importância em manter a formalização.  

“Além de ter aposentadoria por idade, auxílio-doença, pensão por morte e mais outros direitos previdenciários, ter um CNPJ permite que o empreendedor tenha acesso a linhas de crédito exclusivas com taxas de juros menores. Apesar do esforço que vai ser continuar pagando a taxa mensal que foi reajustada, o custo-benefício ainda vale a pena”, afirma Castro.

O novo valor será a partir de fevereiro, já que a contribuição será referente ao primeiro mês de 2022.