Conheça os principais tipos de pesquisa de mercado - WHOW

Eficiência

Conheça os principais tipos de pesquisa de mercado

A pesquisa de mercado é essencial para que o empreendedor saiba como o mercado está se portando para, assim, poder se posicionar da maneira ideal

POR Redação Whow! | 05/08/2021 11h37

Se você tem o seu negócio próprio, provavelmente já fez algum tipo de pesquisa de mercado. Seja através de estudos mais formais, ou até no famoso boca a boca, a verdade é que ela se dá de muitas formas. Afinal de contas, tanto antes de iniciar, como durante o funcionamento da empresa, é essencial que o empreendedor saiba como o mercado está se portando para, assim, poder se posicionar da maneira ideal.

Se você quer saber um pouco mais sobre essas pesquisas, como aplicá-las no seu segmento e quais são os tipos mais comuns, esse conteúdo foi feito para você! Leia o texto na íntegra e fique por dentro desse conceito!

O que é pesquisa de mercado?

De maneira resumida, a pesquisa de mercado é um esforço que os empreendedores têm para reunir informações sobre um setor da economia, compreendendo a oferta e demanda disponível, por exemplo.

É um dos componentes mais importantes para que os donos de negócios consigam estabelecer tanto seus planos de negócio, como estratégias de marketing. Isso porque essa pesquisa permite conhecer minimamente qual é o mercado de atuação em que eles estão inseridos.

Por isso, é ideal que você conheça o máximo possível sobre o seu público, desde dados pessoais até os hábitos relacionados ao consumo, além de também identificar quem são os concorrentes, como atuam e quais são os preços que oferecem. E é através da pesquisa de mercado que você consegue ter esse panorama. Esse estudo também permite saber informações mais indiretas, como o histórico do mercado, quais são suas características em regiões não impactadas pelo setor e quais são as tendências globais da área, por exemplo.

Ou seja, é um fator essencial para que você consiga manter sua empresa dentro do que o mercado espera, assim como oferecer um planejamento estratégico voltado ao futuro do seu setor de atuação.

Por que aplicar pesquisa de mercado?

Empreendedores que não focam em estudar o mercado que estão inseridos tendem a falhar nos seus negócios. Isso porque a pesquisa de mercado traz um panorama maior para gestores que desejam estar alinhados às tendências de mercado.

Vale ressaltar que esse tipo de estudo não se limita apenas à análise da concorrência. Sua pesquisa envolve muitos outros dados, como análise de preço, de durabilidade do seu produto ou serviço no mercado ou até o que os clientes esperam de empresas como a sua.

É necessário conhecer o ambiente em que a sua empresa está inserida, quais são seus desafios e que estratégias podem ser exploradas. Todos esses são itens que uma pesquisa de mercado pode entregar.

Se formos falar de inovação, é através desse tipo de estudo que as empresas conseguem ficar por dentro do que há de novo no mercado. A prática pode gerar ideias e insights interessantes para qualquer tipo de segmento.

Dessa forma, ao fazer uma pesquisa de mercado, os maiores benefícios são:

  • testar novos produtos, campanhas e serviços antes de lançá-los;
  • avaliar qual é a viabilidade de um negócio;
  • compreender como o mercado se comporta e até criar novos segmentos;
  • elaborar estratégias de mercado que sejam mais competitivas;
  • explorar nichos de mercados inéditos;
  • otimizar processos da empresa;
  • descobrir novas informações;
  • entre outros.

Os principais tipos de pesquisa de mercado:

Tipos de Pesquisa: Pesquisa exploratória

Quando uma empresa ou um projeto está iniciando, geralmente surgem muitas dúvidas. Afinal de contas, faltam informações básicas sobre o mercado para que os profissionais possam seguir um caminho de sucesso.

Por isso, as pesquisas exploratórias são uma ferramenta de estudo para quem está começando algo que ainda não possui muitos dados. Nesse sentido, essa pesquisa não tem tantas amarras, e é mais livre para tentar descobrir o que for melhor pro projeto.

Isso porque, no início, toda dúvida pode ser pertinente e apontar para algum ponto que poderá gerar em um conhecimento útil. Portanto, a formulação dos questionários costuma ser mais flexível e ficar sob responsabilidade do profissional responsável pelo estudo.

Vale ressaltar que, aqui, não se deve esperar conclusões estatísticas, até porque ela funciona mais como uma preparação do terreno do que como algo que trará respostas exatas.

Tipos de Pesquisa: Pesquisa descritiva

Por outro lado, a pesquisa descritiva possui um viés mais palpável que a exploratória. Em outras palavras, por ela já partir de uma condição que já possui alguns dados, permite chegar em conhecimentos mais concretos.

Assim, a pesquisa descritiva tem o intuito, principalmente, de validar hipóteses e encontrar falhas no planejamento que já foi desenvolvido.

Esse tipo de estudo serve, principalmente, quando é preciso fazer uma análise mais específica, como por exemplo, quando a empresa busca saber dados dos seus clientes como: idade, classe social, gênero e região.

Esse tipo de dados tendem a ser um bom acréscimo na hora de realizar alguns planejamentos, isso porque rendem informações básicas sobre o público-alvo da empresa.

Além disso, a pesquisa descritiva também tem a característica de testar ideias que foram sugeridas, gerando assim um caráter de análise qualitativa, mas com abordagem quantitativa.

Portanto, a pesquisa descritiva pode ser uma ferramenta para se aprofundar nos itens trabalhados pela pesquisa exploratória.

Tipos de Pesquisa: Pesquisa causal

Por fim, temos a pesquisa causal. Como o seu próprio nome indica, ela determina relações de causa e efeito, levando em conta as descobertas que as pesquisas descritivas e exploratórias geraram. Dessa forma, esse tipo de pesquisa gera testes de validação.

São utilizadas algumas variáveis para testar insights que foram obtidos nas outras pesquisas. O intuito não é descobrir se algo está certo ou errado apenas, até porque algumas variáveis podem se demonstrar como parcialmente adequadas.

Duas aplicações mais comuns desse tipo de pesquisa são para determinar o uso de verbas num projeto, assim como para verificar a efetividade de resultados. Por fim, são diversos os modelos e formas que a pesquisa de mercado pode auxiliar um dono de negócio. Isso porque elas tendem a dar um panorama maior sobre o segmento que a empresa está inserida.

Quer saber mais sobre conteúdos como esse e tudo sobre o mundo do empreendedorismo? Assine a nossa newsletter e receba diariamente atualizações!