Conheça o ecossistema de inovação no Piauí - WHOW

Tecnologia

Conheça o ecossistema de inovação no Piauí

Estado da região Nordeste tem três comunidades de inovação crescentes mapeadas pela Associação Brasileira de Startups

POR Adriana Fonseca | 18/01/2021 16h39 Imagem Pixabay Imagem Pixabay

O ecossistema de inovação do Nordeste vem em um processo de evolução. Se antes a região era exportadora de talentos ligados à tecnologia, hoje é capaz de reter esses profissionais para apoiar o desenvolvimento de startups. A afirmação é da Abstartups, a associação do setor, que mapeou a comunidade local.

Hoje, segundo a entidade, além de um bom volume de empresas, cases de sucesso e programas de aceleração, a região Nordeste tem um mercado local que consome cada vez mais soluções digitais. Dentro desse ecossistema está o Piauí. A capital do estado, Teresina, abriga o Cajuína Valley.

Atualmente, a comunidade conta com 57,1% das startups em fase de tração e boa parte delas (42,9%) está focada no modelo SaaS. Ainda em relação ao estágio da startup, 14,3% estão em fase de operação, 14,3% em fase de validação e 14,3%, em ideação.

Por área de atuação, elas estão assim divididas, segundo a Abstartups:

Gestão 14,3%

Finanças 14,3%

Saúde e Bem-Estar 14,3%

E-commerce 14,3%

Biotecnologia 14,3%

Impacto Social 14,3%

Educação 14,2%

Ecossistema de inovação no Piauí mostra foco em software as a service

O modelo de negócio predominante é o SaaS, como dito anteriormente, seguido por “taxa sobre transações” (14,3%), licenciamento (14,3%), marketplace (14,3%) e outros (14,2%).

Entre as startups do Cajuína Valley, 57,1% têm como consumidor final empresas e pessoas físicas, enquanto 42,9% focam apenas nas empresas como consumidor final.

A maior parte das startups (57,1%) tem de um a cinco funcionários, enquanto as demais trabalham com uma equipe que vai de seis a dez colaboradores. 

Em relação a apoio externo, 28,6% já foram incubadas, 28,6%, pré-aceleradas, 14,3%, aceleradas e 28,5% não receberam apoio de qualquer tipo. Sobre investimentos, 71,4% receberam algum aporte. 

Entre as empresas da região, 28,6% ainda não têm receita, 28,6% faturam menos de R$ 10 mil, 14,2% têm receita entre R$ 30 mil e R$ 50 mil e 28,6%, entre R$ 50 mil e R$ 250 mil.

Também no Piauí está o Carnaúba Valley, de Parnaíba, o segundo município mais populoso do estado. 

Entre as startups da região, 39,3% estão em fase de ideação, 26,6% estão em estágio de validação, 7,1% em operação, 10,7% na fase de tração e 14,3% no estágio de escalar.

inovação no Piauí Ecossistema de inovação no Piauí mostra foco em software as a service, de acordo com dados da Abstartups. Imagem: Peter Gombos Unsplash

Por área de atuação, as startups do Carnaúba Valley estão assim divididas:

Educação 31,3%

Gestão 15,8%

Transporte e mobilidade 15,8%

Venda por varejo 5,3%

Turismo 5,3%

Governo 5,3%

Eventos 5,3%

Imobiliário 5,3%

Desenvolvimento de software 5,3%

Segurança e defesa 5,3%

Em relação ao modelo de negócio, 28,6% atuam com SaaS, 10,7% são marketplace, 10,7% venda direta, 7,1% clube de assinatura, 14,3% trabalham com taxa sobre transações, 10,7% consumer, 10,7% hardware, 3,6% API e 3,6% licenciamento. 

A maior parte das startups (67,9%) tem até cinco funcionários. Depois, 21,4% têm entre seis e dez pessoas e 3,6%, de 21 a 40 colaboradores.

De todas as empresas da região, 75% não receberam apoio externo, enquanto 7,1% já foram aceleradas, 14,3% foram pré-aceleradas e 3,6%, incubadas. Em relação a investimento, 14,3% receberam aportes. 

Receita zero ainda é a realidade de 67,8% das startups do Carnaúba Valley, enquanto 10,7% faturam entre R$ 10 mil e R$ 30 mil e 7,1% entre R$ 50 mil e R$ 250 mil.

Inovação até no interior do estado

Há, ainda, uma terceira comunidade de startups no Piauí, a de Picos, um município com 78 mil habitantes.

A maior parte das startups está na fase de ideação (45%), seguida por validação (30%), operação (20%) e tração (5%). Predominam as atuações em educação, entretenimento, desenvolvimento de software, esportes e transporte e mobilidade. De todas as empresas, 85% não receberam aportes ainda. 


bannerecossistema


+ INOVAÇÃO

Conheça o ecossistema de inovação no Amapá
Conheça o ecossistema de inovação do Rio Grande do Norte
Conheça o ecossistema de inovação de Goiás
Conheça o Ecossistema de Inovação da Bahia