Conheça o clube dos 500 unicórnios globais - WHOW
Eficiência

Conheça o clube dos 500 unicórnios globais

Lista tem sete empresas brasileiras, com domínio majoritário dos Estados Unidos e China, seguidos pela Índia. Veja os principais nomes

POR Adriana Fonseca | 11/12/2020 10h45 Conheça o clube dos 500 unicórnios globais Arte Grupo Padrão

No final de 2013, existiam 43 unicórnios  nome que se dá às startups avaliadas em US$ 1 bilhão ou mais. Em outubro de 2015, eram 141. Em 2020, o clube de unicórnios ultrapassou a marca de 500 empresas pela primeira vez. Atualmente, eles são 504, segundo o site CB Insights, e possuem um valor de mercado combinado de aproximadamente US$ 1,6 trilhões

As variantes incluem alguns decacórnios, startups avaliadas em US$ 10 bilhões ou mais, como a brasileira Nubank, e apenas um hectocórnio, empresa avaliada em mais de US$ 100 bilhões. O hectocórnio da lista é a chinesa ByteDance, dona do Tik Tok, que vale US$ 140 bilhões. 

Entre as startups decacórnios, além da startup brasileira, há representantes da China, Estados Unidos, Reino Unido, Índia, Cingapura e Suécia. São eles:

Didi Chuxing, da China: US$ 62 bilhões

SpaceX, dos Estados Unidos: US$ 46 bilhões

Stripe, dos Estados Unidos: US$ 36 bilhões

Airbnb, dos Estados Unidos: US$ 18 bilhões

Kuaishow, da China: US$ 18 bilhões

Instacart, dos Estados Unidos: US$ 17,7 bilhões

Epic Games, dos Estados Unidos: US$ 17,3 bilhões

One97 Communications, da Índia: US$ 16 bilhões

DoorDash, dos Estados Unidos: US$ 16 bilhões

Yuanfudao, da China: US$ 15,5 bilhões

DJI Innovations, da China: US$ 15 bilhões

SHEIN, da China: US$ 15 bilhões

Chime, dos Estados Unidos: US$ 14,5 bilhões

Grab, de Cingapura: US$ 14,3 bilhões

Samumed, dos Estados Unidos: US$ 12,4 bilhões

JUUL Labs, dos Estados Unidos: US$ 12 bilhões

Bitmain Technologies, da China: US$ 12 bilhões

BYJU’S, da Índia: US$ 12 bilhões

Manbang Group, da China: US$ 12 bilhões

Robinhood, dos Estados Unidos: US$ 11,7 bilhões

Wish, dos Estados Unidos: US$ 11,2 bilhões

Global Switch, do Reino Unido: US$ 11 bilhões

Klarna, da Suécia: US$ 10,6 bilhões

UiPath, dos Estados Unidos: US$ 10,2 bilhões

Gojek, da Indonesia: US$ 10 bilhões

Nubank, do Brasil: US$ 10 bilhões

Ripple, dos Estados Unidos: US$ 10 bilhões

Fonte: CB Insights

Além do Nubank, há outras startups brasileiras no clube dos 500 unicórnios. São elas:

Wildlife Studios: US$ 3 bilhões

iFood: US$ 1 bilhão

Loggi: US$ 1 bilhão

QuintoAndar: US$ 1 bilhão

EBANX: US$ 1 bilhão

Loft: US$ 1 bilhão

Fonte: CB Insights

A VTEX e o C6 Bank, unicórnios brasileiros mais recentes ainda não aparecem na lista da CB Insights.

Ainda da América Latina, entram na lista dos unicórnios:

Rappi, da Colômbia: US$3,5 bilhões

LifeMiles, da Colômbia: US$1,15 bilhão

Kavak, do México: US$ 1,15 bilhão

dLocal, do Uruguai: US$ 1,2 bilhão

Fonte: CB Insights

Os países mais representativos da lista são Estados Unidos e China, seguidos pela Índia, mas aparecem também muitos da Europa: França, Portugal, Estônia, Croácia, Espanha, Luxemburgo, Lituânia, Alemanha, Israel, Holanda, Reino Unido, Suécia e Suíça. Da Ásia entram Coreia do Sul, Cingapura, Filipinas, Hong Kong, Indonésia, Índia e Japão. Emirados Árabes Unidos também marca presença com duas startups – Vista Global e Emerging Markets Property Group -, assim como a África do Sul com duas empresas – Cell C e Promasidor Holdings. Ainda fazem parte do clube Canadá e Austrália, cada um com duas startups.


+UNICÓRNIOS

A trajetória dos unicórnios brasileiros na pandemia
Você sabe quais são os unicórnios com maior valor de mercado do mundo?
Novo unicórnio na área: VTEX entra para a lista de startups bilionárias brasileiras
Você sabe a diferença entre as startups Unicórnios, Zebras, Camelos e Dragões?