Conheça o ecossistema de inovação do Amazonas - WHOW
Eficiência

Conheça o ecossistema de inovação do Amazonas

O cenário empreendedor do Amazonas ainda está em processo de amadurecimento, mas se beneficia da Zona Franca e do Polo Industrial da região

POR Carolina Cozer | 11/12/2019 12h59 Conheça o ecossistema de inovação do Amazonas

Nesta oitava matéria da série especial dos ecossistemas de inovação pelos 26 Estados no Brasil e o Distrito Federal, em Whow!, abordamos agora o cenário do maior estado do Brasil: o Amazonas.

A região não possui apenas a maior floresta tropical do mundo. O local fornece recursos abundantes para o Estado, e assim foram desenvolvidos o Polo Industrial e a Zona Franca, em Manaus, que colocam a capital amazonense entre as 10 mais prósperas do Brasil, e fertilizam o terreno para que o ecossistema de inovação da região cresça cada vez mais. 

Um mapeamento feito pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups) contabilizou 95 empresas de inicialização ativas em Manaus, representando 33% das empresas de inovação da região Norte.

Dentre os mercados locais mais comuns, se destacam as edtechs (9%), atacado e varejo (6,4%) e eventos e turismo (5,1%). 

Amazonas Foto (Shutterstock)

Jaraqui Valley

Jaraqui é um peixe de água doce da bacia amazônica, e também aparece como a mascote que dá nome ao ecossistema do Amazonas, representando a cultura, riqueza e abundância locais. O Jaraqui Valley tem como objetivo fomentar o empreendedorismo tecnológico no Estado, difundindo conhecimentos, integrando pessoas e viabilizando incentivos e benefícios para que mais projetos possam vir à tona. 

Há quatro anos o local desenvolve o Meetup Jaraqui Valley, que é o principal meio de integração entre os membros do ecossistema. A comunidade desenvolve, também, a cerimônia Jaraqui Graúdo, que ocorre uma vez ao ano e premia os negócios de destaque, em categorias como startup do ano, investidor do ano, universidade inovadora, melhores mentores, entre outros.

Manaus Tech Hub

Este é o mais novo espaço para a inovação e tecnologia da cidade de Manaus. O projeto abriu as portas no último mês de setembro, em uma parceria entre o Instituto Sidia de Ciência e Tecnologia e a Softex Amazônia, instituição que conecta os setores acadêmico, privado e governamental em prol do desenvolvimento de inovações.

O espaço busca facilitar a captação de recursos para o desenvolvimento da cultura empreendedora amazônica, bem como unir startups e fornecer recursos de PD&I.

Amazonas Foto Tadeu (Unsplash)

Cardume CoWorking

Mais do que um espaço de coworking, o Cardume é um ator importante no ecossistema de startups amazonenses ao sediar e impulsionar eventos do Jaraqui Valley. É considerado parte da Rota da Tecnologia de Manaus, estabelecida pela prefeitura da cidade, e foi indicado ao prêmio Jaraqui Graúdo de 2019 como melhor espaço de inovação.

Startups de destaque no Amazonas

BuriTech – startup que fornece educação para programadores e desenvolve sistemas e produtos de data science para empresas.

Communy – plataforma de que possibilita comunicação entre moradores, portaria e gestores de condomínio, facilitando reservas de espaços comunitários e autorizações de entrada e saída. No aplicativo é possível, também, criar bancos de dados das unidades de condomínios e disponibilizar boletos e taxas condominiais. Possui mais de 37 mil usuários em 71 unidades de moradia.

DriveOn – plataforma para seguros de veículos que utiliza inteligência de dados para gerar criptomoedas enquanto motoristas dirigem. O sistema também oferece às seguradoras informações sobre o comportamento de condução de motoristas, bem como o estado em tempo real dos veículos. Foi classificada como a décima startup mais inovadora da América Latina, pelo Innovation Awards Latam 2019.

EuDireto – marketplace B2B que reúne distribuidores e fornecedores para mercadinhos em um só lugar, facilitando as relações comerciais. 

Flying Saci – estúdio de jogos digitais com foco em games educativos que ajudam no desenvolvimento de estudantes tanto de grandes escolas quanto de comunidades no meio da floresta. Foram contemplados pelo prêmio Jaraqui Graúdo em 2017, e receberam investimentos do Samsung Creative Startups para internacionalização.

NavegaAM – plataforma que permite vendas de passagens para embarcações fluviais que navegam pela Bacia Amazônica. Foram selecionados pelo batch mais recente da Samsung Creative Startups, com investimento financeiro e mentorias.

Onisafra – plataforma que une produtores rurais a clientes que queiram comprar seus produtos frescos diretamente com eles, com a comodidade de recebê-los em casa. O negócio já foi expandido para os estados de São Paulo e Pará. 

Residuum – software facilitador de descarte e reciclagem de resíduos sólidos para empresas, condomínios, comércio e órgãos públicos. A plataforma possibilita a obtenção de cashback aos clientes pelas ações realizadas que estejam em conformidade com a lei. Recentemente, foram indicados ao prêmio Jaraqui Graúdo como melhor startup amazonense do ano.

Trocados – aplicativo para facilitar o recebimento de trocos em ônibus e estabelecimentos comerciais, evitando o problema de falta de moedas, que, em caso de falta, são enviadas via aplicativo em tempo real. O dinheiro recebido pode ser acumulado e convertido em recargas de celular, créditos de Uber, Google Play entre outros. 


bannerecossistema


+ INOVAÇÃO

Conheça o ecossistema de inovação do Rio Grande do Sul
Conheça o ecossistema de inovação do Rio de Janeiro

Conheça o ecossistema de inovação de Santa Catarina
Conheça o ecossistema de inovação de Minas Gerais
Conheça o ecossistema de inovação do Paraná