Conheça as startups mais bem-financiadas da América Latina e Caribe - WHOW
Eficiência

Conheça as startups mais bem-financiadas da América Latina e Caribe

11 startups latinas e caribenhas receberam destaque em estudo do CB Insights, que apontou os maiores números em termos de financiamento. Saiba quais são

POR Carolina Cozer | 13/08/2020 15h37

Que o Rappi e o NuBank são startups unicórnio todo mundo já sabe. Mas quais outras startups da América Latina têm impacto tão relevante quando esses dois gigantes da nova economia?

E quem recebeu o maior montante em financiamentos: Rappi ou NuBank?

No último sábado (8) a plataforma de dados CB Insights publicou o resultado de uma pesquisa que avalia as startups mais bem-financiadas da América Latina e Caribe. De acordo com o estudo, cerca de US$ 12 bilhões foram investidos em 1,8 mil novas empresas de tecnologia nessas regiões desde 2009. O ano passado foi recorde para a região, com US$ 5 bilhões levantados em mais de 360 ​​negócios.

Para este relatório, o CB Insights analisou os seguintes critérios: patentes das startups, ganhos, relações de negócios, dimensionamento e crescimento de mercado e avaliação da saúde geral da empresa.

1. Rappi (Colômbia)

Financiamento total: $1,4 bilhões

2. NuBank (Brasil)

Financiamento total: $1,1 bilhões

3. Ualá (Argentina)

Financiamento total: $194 milhões

4. Payclip (México)

Financiamento total: $147 milhões

5. Adexus (Chile)

Financiamento total: $100 milhões

6. Bitt (Barbados)

Financiamento total: $21 milhões

7. Bankingly (Uruguai)

Financiamento total: $10 milhões

8. Crehana (Peru)

Financiamento total: $5,4 milhões

9. Abartys Health (Porto Rico)

Financiamento total: $4,1 milhões

10. Huli (Costa Rica)

Financiamento total: $3,8 milhões

11. YaEsta.com (Equador)

Financiamento total: $3,3 milhões

Startups seguem crescendo independentemente da panemia

Segundo o CB Insights, apesar da crise ocasionada pela Covid-19, outras startups dessas regiões também acumularam rodadas de financiamento significativas. A fintech mexicana AlphaCredit recebeu U$ 100 milhões em uma rodada de Série B em maio, e a brasileira CargoX levou U$ 80 milhões de investimento Série E em abril.

Por fim, o relatório observa que as fintechs na América Latina e no Caribe estão em alta, pois grande parte das startups do top 11 referem-se a serviços bancários: Nubank, Ualá e Bankingly são bancos; a Clip é uma startup de pagamentos digitais; e a caribenha Bitt tem foco em criptomoedas.


+NOTÍCIAS

Como implementar a inovação na prática dentro das empresas
Abordagem Triple Track Agile, a evolução das metodologias ágeis
Por que realizamos a aquisição de uma startup durante a pandemia?
OCDE: é vital proteger as startups na crise da Covid-19