Como tornar a sua empresa ágil - WHOW
Eficiência

Como tornar a sua empresa ágil

A companhia precisa estar disposta a se adaptar ao mercado, entendê-lo e prover produtos que tenham demanda

POR Laís Côrtes | 09/10/2020 14h44 Como tornar a sua empresa ágil (Foto: Shutterstock)

Um dos termos mais em alta nas corporações, dentro e fora do Brasil, hoje, é a importância da agilidade, normalmente tendo uma equipe multidisciplinar, engajada e integrada. Leva-se em contato também que os colaboradores entendam o propósito da empresa.

Quando se fala de uma empresa ágil são considerados dois fatores fundamentais: pessoas e estrutura, em um sistema onde estes se complementam.

Segundo um estudo deste ano, feito pela Adobe, sobre transformação digital, 33% dos líderes estão preocupados em achar e reter talentos. Esta aparece como ponto vital pois essa é a chave para remodelar os negócios existentes e inovar, como aponta a ACE Startups.

O relatório de tendências da empresas norte-americana ainda traz a importância da aprendizagem contínua para as equipes. Outro fator decisivo é a implementação das soft skills, que estão se tornando cada vez mais importantes, e isso faz com que haja uma mudança no processo interno das empresas para que o funcionário tenha uma jornada dentro da cultura da empresa.

Cultura de Agilidade

A empresa brasileira de aceleração de startups indica três passos para uma cultura de agilidade nas empresas:

1.Ter uma cultura baseada no propósito (comportamento e ação, alinhar os colaboradores e a empresa);

2.Criar uma estratégia para reter talentos (ir além das estratégias convencionais de recrutamento); e

3.Investir na aprendizagem contínua (elemento crucial para o desenvolvimento e progresso consistentes).

Estrutura de empresa ágil

Já no aspecto da estrutura interna de uma empresa ágil estão, de acordo com a ACE: olhar voltado para a padronização e a análise de dados; times focados em processos e ferramentas; simplicidade em decisões e processos.

Responsabilidade e sabedoria da liderança são o que outros pilares para que uma companhia seja ágil. É necessário que haja uma independência para os membros das equipes, mas também é preciso que os líderes estejam comprometidos com os seus funcionários e clientes, afim de se ter uma companhia inteligente e com agilidade.

4 pilares da mentalidade Lean, para moldar comportamento da empresa

Mesmo após nove anos do seu lançamento, o livro Lean Startup de Eric Ries permanece na cabeceira dos líderes das empresas mais inovadoras no mundo. Antes da introdução para a metodologias, a publicação conta a história do sistema Toyota e como a empresa japonesa fez desenvolver uma manufatura enxuta nos anos 80. E o Setec Consulting Group destaca quatro pontos para se moldar a empresa para que seja ágil:

1.Hansei (“auto-reflexão”): ideia japonesa que significa admitir o próprio erro e garantir uma solução ou melhoria;

2.Jishuken (“auto-aprendizado”): traduzido na construção colaborativa de práticas comuns, com uma equipe multifuncional;

3.Heijunka (“nivelamento de produção”): se baseia no gerenciamento e controle da produção na quantidade que seja demandada;

4.Kaizen (“mudança para melhor”): temos um desenvolvimento e uma evolução contínua, através da avaliação, análise crítica e melhoria do produto.

Para que esses pilares façam mais sentido na empresa, é essencial que se tenha uma mentalidade ágil consolidada, estar aberto a mudanças culturais, as quebrass de paradigmas e às reconstruções na organização nas tarefas realizadas e nos processos internos.

Desta forma, a empresa ágil está disposta a se adaptar ao mercado, entendê-lo e prover produtos que tenham demanda, mas que deem a jornada aos clientes, colaboradores ou consumidores finais do produto, que a sociedade busca na atualidade.


Saiba mais nesta Live do Whow! sobre liderança e mindset ágil

https://www.instagram.com/tv/CCE09OsH6zv/


+EMPRESA ÁGIL

Confira dicas de especialista sobre mindset e liderança ágil
Driblando a crise: empresas inovam e investem em novos mercados
Startup abraça causas sociais e envolvimento com comunidades
Por que a TIM está se aproximando do ecossistema das startups?