Como manter times remotos motivados - WHOW
Pessoas

Como manter times remotos motivados

Adoção ao home office deve crescer ainda mais após a crise do coronavírus. Recomendação é que se crie um ambiente de confiança e colaboração

POR Adriana Fonseca | 13/04/2020 11h24 Como manter times remotos motivados Arte Grupo Padrão (@flaviopavan_76)

Há cerca de um mês, boa parte dos profissionais brasileiros está trabalhando de casa, longe fisicamente de seus times, colegas de trabalho e chefes. O home office em grande escala foi imposto pela crise do novo coronavírus, mas é algo que já vinha tomando corpo no país e tende a ser ainda mais adotado quanto a pandemia arrefecer.

Um estudo feito pela Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta que o home office deve crescer 30% após a crise do coronavírus. Diretor-executivo da Infobase e coordenador do MBA em Marketing e Inteligência de Negócios Digitais da FGV, André Miceli desenvolveu um estudo chamado “Tendências de Marketing e Tecnologia 2020: Humanidade redefinida e os novos negócios”, e é desse material que vem a conclusão de que o home office vai ganhar ainda mais adeptos. 

“O home office já se mostrou efetivo”, diz o professor. “Aliado a isso, você tira carros da rua, você desafoga o transporte público, você mobiliza a economia de outra forma, e você faz com que as pessoas tenham mais tempo para cuidar da saúde delas e que elas possam usufruir de coisas que lhe dão prazer. Sem que você tenha uma redução das entregas e do faturamento”, ressalta.

“A pandemia do coronavírus é um novo vetor que está acelerando a quebra de paradigmas laborais e que mudará a concepção de trabalho para sempre”

Rafael Ricarte, líder de produtos de carreira da Mercer Brasil

Segundo Miceli é fundamental que os líderes de negócios pensem, testem e compreendam que a tecnologia é, cada vez mais, um ativo humano. Ele cita, além do home office, o e-commerce e o ensino a distância, que devem crescer o alcance em 30% e 100%, respectivamente.

“Diante desse novo cenário, torna-se necessário entender que o passado não é mais um guia para o futuro. O primeiro passo para navegar em um ambiente de mudança é elaborar uma estratégia de crise para resolver prioridades, depois preparar uma estratégia de recuperação e esboçar uma estratégia pós-crise”

André Miceli, coordenador do MBA em Marketing e Inteligência de Negócios Digitais da FGV

home office Foto ilustrativa (Pixabay)

Home office e times eficazes 

Para que a prática do home office com times remotos seja eficiente, é preciso levar em conta alguns fatores. Vicente Picarelli, sócio-diretor da Picarelli Human Consulting, lista os principais pontos que empresas e funcionários devem observar para que o trabalho remoto seja bem-sucedido nesta fase de isolamento social.

A tecnologia deve fornecer sistemas e aplicativos que facilitem a comunicação e o trabalho em equipe.

Já as regras de acesso, uso, compartilhamento e segurança dos dados devem estar bem definidas e claras, assim como o tempo que o funcionário precisa dedicar ao trabalho em casa. 

Para gerir a equipe com eficiência e manter a produtividade e o engajamento, a recomendação é distribuir as tarefas e gerenciar as entregas, criando um ambiente de confiança e colaboração. Aqui, Picarelli faz uma ressalva importante:

“Seja sempre claro e objetivo nas comunicações e demandas. O funcionário precisa saber o que fazer, como, quando, para que e quais pessoas precisam ser envolvidas, e em qual sequência”

Vicente Picarelli, sócio-diretor da Picarelli Human Consulting

Em paralelo, os funcionários precisam criar um ambiente de trabalho em casa, de preferência com boa luminosidade e circulação de ar, silencioso e limpo. A recomendação do consultor é não ficar de pijamas o dia inteiro, sentar-se próximo a uma janela com sol sempre que puder e manter o espaço sempre organizado.

Outro cuidado se refere às distrações, pois elas podem diminuir o ritmo de trabalho. 

Saber lidar com a liberdade que esse tipo de trabalho impõe, aliás, é fundamental. “Defina o próprio ritmo de trabalho e metodologia, preocupando-se principalmente com a qualidade e acuidade do resultado,” ressaltou Picarelli.


+TIMES

Como o coronavírus está impactando os investimentos em startups
8 inovações que estão ajudando a controlar o coronavírus pelo mundo
De onde vem as ideias que geram inovações?
Tendência no mundo, home office é um dos benefícios mais procurados, segundo pesquisa