Growth mindset: aprenda como cultivar este princípio nas empresas - WHOW
Vendas

Growth mindset: aprenda como cultivar este princípio nas empresas

Para os especialistas Renata Livramento e João Francisco Santana Oliveira, o Growth Mindset favorece inovação, criatividade e crescimento dos negócios

POR Carolina Cozer | 17/01/2020 09h00 Growth mindset: aprenda como cultivar este princípio nas empresas Arte Grupo Padrão (Flavio Pavan)

Growth Mindset, ou mentalidade de crescimento, é uma teoria desenvolvida pela Dra. Carol Dweck, professora de psicologia da Universidade de Stanford. Este princípio se baseia na plasticidade da capacidade humana, incentivando a quebra de crenças limitantes e foi popularizado pelo livro Mindset: A Nova Psicologia do Sucesso.

O conceito tem sido amplamente utilizado por empreendedores, gestores e psicólogos empresariais em todo o mundo, andando lado a lado com as culturas de transformação e inovação.

Growth Mindset (Fonte: Freepik)

O poder do esforço

A Dra. Dweck, em sua pesquisa, conduziu uma investigação em salas de aula a fim de mapear as consequências dos feedbacks. No experimento, crianças resolveram um desafio de nível básico. Após o teste, ela observou que professores tinham o hábito de elogiar alunos bem-sucedidos como “inteligentes” ou “talentosos”. Normalmente, o esforço, por si só, não era valorizado.

Porém, quando reconhecidas pelas suas tentativas, as crianças que não completaram o primeiro desafio com sucesso foram capazes de resolver outro quebra-cabeça, mais tarde, um pouco mais difícil do que o primeiro. Já os alunos elogiados como “talentosos” desistiram mais facilmente deste segundo teste, mostrando um sentimento de conformidade e menor interesse em ampliar o escopo.

Diferentes mentalidades

A tese aponta para a dualidade de mentalidades fixas e de crescimento.

As crianças que foram estimuladas a acreditarem que existe “dom” ou “talento” ficaram resignadas ao encontrar um desafio maior pelo frente. Em compensação, aquelas valorizadas pela sua força de vontade encontraram um estímulo para expandir seus limites.

Ao mesmo tempo, empresas ou pessoas que cultivam uma mentalidade fixa não conseguem trabalhar suas limitações, estão presas em suas crenças sobre si mesmos, e não fornecem combustível para que a mente vá além.

Indivíduos com mentalidade fixa, por exemplo, costumam dizer frases como “não tenho vocação para isso” ou “ele(a) conseguiu porque tem talento.”

Porém, pessoas com uma mentalidade de crescimento acreditam que podem sempre se tornar mais inteligentes, produtivas ou talentosas. Elas também são motivadas por desafios e não se conformam até sentirem que conseguiram quebrar um paradigma.

Growth Mindset (Fonte: Shutterstock)

Growth Mindset a favor da inovação

O Whow! conversou com dois especialistas no assunto para compreender melhor as razões pelas quais as startups devem considerar o Growth Mindset como cultura interna.

A Dra. Renata Livramento, CEO e fundadora do Instituto Brasileiro de Psicologia Positiva, tem este princípio como sua principal corrente de estudos. Para ela, empresas e funcionários devem crescer paralelamente.

“Não há como fortalecermos a empresa sem desenvolvermos as pessoas que dela fazem parte. Para isso, é fundamental ter uma cultura que favoreça e propicie esse crescimento. Essa é a cultura do Growth Mindset”, explica.

“Se eu não acredito que as pessoas podem mudar, crescer e potencializar suas competências e talentos, e se não ofereço condições para isso, não posso esperar que a organização como um todo se desenvolva”

Dra. Renata Livramento, CEO e fundadora do Instituto Brasileiro de Psicologia Positiva

Dentre os benefícios do florescimento desta cultura, a Dra. Renata aponta uma lista vigorosa. “Objetivamente, podemos enumerar vários benefícios para a organização, tais como: superação de desafios e problemas complexos, melhoria de produtividade, aprendizado contínuo, maior engajamento e satisfação dos colaboradores, espírito colaborativo, melhor clima organizacional, favorecimento da inovação, dentre outros.”

João Francisco Santana Oliveira, ex-head Digital e de Inovação da Stefanini, empresa no mercado de TI, e especialista em Growth Mindset, considera essa mentalidade e a prática analítica dos erros como essencial para o desenvolvimento dos negócios. “Na minha opinião, [Growth Mindset] é importante para toda e qualquer empresa, principalmente para transformação digital. As possibilidades de crescimento ficam em aberto” diz. “É só imaginarmos quantas habilidades adquirimos ao longo do tempo… Errar? Errar faz parte, e tem que acontecer! O importante é aprender rápido e corrigir a rota para buscar o sucesso. Quem erra, está buscando fazer diferente e aprendendo coisas novas.”

Ter uma visão apreciativa das pessoas e da organização, com foco nas forças e não nas fraquezas

Lidar com erros como oportunidades de aprendizagem e crescimento e não como motivos de vergonha ou punição

Valorizar não somente resultados, mas também o esforço e o processo

Fornecer feedbacks que promovam o aprendizado e o sucesso futuros

Propiciar recursos para o aprendizado contínuo

Ser confiável e incentivar a confiança entre as pessoas

Propiciar um canal de comunicação aberta

fonte: Dra. Renata Livramento

Growth Mindset (Fonte: Shutterstock)

Aprendizado constante e crescimento contínuo

João Francisco afirma que não existe um método padrão para a introdução do conteúdo. “Não existe receita de bolo ou fórmula mágica para uma transição cultural grande e importante. Mas, se você ainda não está fazendo ou começando algo, digo a você: o que está esperando? Sua empresa, seu time, os resultados para crescimento e sua continuidade dependem dessa estratégia e do sucesso dessa transição. É possível e muito prazeroso conquistar mudanças significativas assim.”

Ele sugere, também, leituras que podem tanto introduzir o tema quanto complementar os estudos: “Para um pontapé inicial nesta transformação, indico alguns autores e livros: Mindset (Carol Dweck), Organizações Exponenciais (Salim Ismail) e algumas reflexões e temas abordados por Simon Sinek (Golden Circle e Jogos Infinitos). São uma boa opção de abertura a esse novo propósito, trazendo diversos insights para iniciar nesse caminho.” 

“Aprendizado constante, muitas vezes, está relacionado ao crescimento contínuo e sustentável. Na cultura de Growth Mindset, significa permitir que todos tenham oportunidade de contribuir com os objetivos da empresa. Isso abre um caminho mais forte de aptidão para lidar com a concorrência do mercado e com a demanda de inovação, que vai fortalecendo dia a dia”

João Francisco Santana Oliveira, ex-head Digital e de Inovação da Stefanini


+CULTURA

5 dicas para não falhar na prática do Design Thinking
O que é Scrum e como aplicá-lo em startups?
A criatividade brasileira é só “futebol e carnaval” ou vai produzir inovação?
10 livros que aceleram a evolução dos empreendedores