Cinco sinais de que o futuro do trabalho já chegou - WHOW

Tecnologia

Cinco sinais de que o futuro do trabalho já chegou

O futuro do trabalho não se resume apenas a questões ligadas a tecnologia, pois também engloba mudanças de comportamento, visão e métodos, principalmente por parte dos líderes e gestores.

POR Redação Whow! | 17/01/2022 17h10

Incentivados pelas obras de ficção científica, como livros, desenhos, filmes e séries, passamos muitos anos imaginando todas as inovações que surgiriam e transformariam completamente nossas rotinas, seja na vida pessoal ou profissional.

Porém, os avanços tecnológicos dos últimos anos foram tão velozes que às vezes temos dificuldade em perceber que isso já faz parte do nosso dia a dia.

O universo corporativo é um dos segmentos que tem se beneficiado com essas transformações.

No início dos anos 2000, a ideia de utilizar majoritariamente os computadores para trabalhar nem passava pela cabeça da população, enquanto em 2010, apesar das inovações que já permeavam essa área, não sabíamos muito bem o que esperar com relação ao crescimento do mercado digital. E, agora, já estamos discutindo sobre o metaverso e todas as diferentes possibilidades que ele vai trazer.

Porém, o futuro do trabalho não se resume apenas a questões ligadas a tecnologia, pois também engloba mudanças de comportamento, visão e métodos, principalmente por parte dos líderes e gestores.

Pensando nisso, a Group Consultas, plataforma de teleatendimentos multiespecialistas da Group Software, empresa especializada no desenvolvimento de soluções tecnológicas para a gestão de condomínios, shoppings e imobiliárias, nos ajudou a listar os cinco sinais de que o futuro, em grande parte, já faz parte da nossa realidade.

Confira:

Normalização do trabalho remoto e híbrido

Antes da pandemia de covid-19, poucas eram as companhias que já tinham aderido ao home office e trabalho híbrido, principalmente porque, até então, achava-se que não era possível alcançar bons níveis de produtividade com esses modelos. Porém, atualmente, eles estão sendo adotados por muitas instituições ao redor do mundo e os resultados têm se mostrado positivos: redução de custos por parte das empresas; mais qualidade de vida para os trabalhadores; maior tempo útil no dia e flexibilidade de horários, entre outros.

Uso da tecnologia na rotina dos times

E não estamos falando apenas do uso de computadores, e-mail e programas para elaborar planilhas, escrever textos e montar apresentações. Agora, já existem diversas ferramentas mais inovadoras que agregam às rotinas de trabalho, como os aplicativos de mensagens instantâneas, plataformas de fotos e vídeos e sistemas de ponto eletrônico online, que passaram a fazer parte das dinâmicas corporativas há pouco tempo e já impactam tão significativamente que é impossível se imaginar sem elas.

Priorização do bem-estar dos colaboradores

Passamos por um período no qual as discussões sobre saúde mental no trabalho e o bem-estar dos colaboradores não existiam, e o esperado era que eles se dedicassem totalmente as suas tarefas laborais, muitas vezes abdicando da vida pessoal. Porém, hoje, esse tema está presente na maior parte das empresas, que passaram a implementar programas e medidas que priorizassem a saúde dos profissionais.

Flexibilização da jornada de trabalho

Outra novidade é a flexibilização da jornada, permitindo que os trabalhadores tenham um pouco mais de controle sobre o seu tempo e realizem suas tarefas de acordo com o seu ritmo. E as leis trabalhistas que temos atualmente não apenas reconhecem, mas também dão respaldo a essa questão.

Mudança no perfil das lideranças

O mercado atual está sendo conduzido por lideranças que oferecem e desenvolvem ambientes mais descentralizados, transparentes, humanos e que incentivam a criatividade, o crescimento e a mentalidade de testar novas ideias mesmo que elas deem errado, entre outras ações que fortalecem a relação entre o colaborador e a empresa. Com isso, o futuro do trabalho trouxe uma ideia bastante interessante: para que um líder consiga crescer na companhia, é necessário que o seu liderado também cresça.