Cartões de crédito de bancos digitais são preferência dos jovens - WHOW

Consumo

Cartões de crédito de bancos digitais são preferência dos jovens

46% dos brasileiros já preferem usar o cartão de crédito do seu banco digital para realizar pagamento e a parcela é ainda maior entre os jovens

POR Redação Whow! | 04/06/2021 12h43

Vivemos num mundo cada vez mais digitalizado. Com isso, a nossa sociedade, assim como as nossas exigências foram se alterando, conforme o avanço tecnológico foi se inserindo. A mudança é tanta, que até a forma de cuidar do nosso dinheiro mudou. Atualmente os bancos digitais estão tomando cada vez mais espaço no mercado.

Afinal, muitas pessoas utilizam das ferramentas digitais, para facilitar processos que antes demandavam muito esforço para se realizar. E é nesse sentido, que os bancos digitais conquistam novos clientes, visto que facilitam muitos processos burocráticos.

Quer saber um pouco mais sobre a ascensão desse formato de cuidar do dinheiro? E quais foram as causas que levaram até isso? Então continue a leitura e fique por dentro dessa inovação.

O Boom dos bancos digitais

Conforme a tecnologia foi avançando, diversas atividades se modificaram. E o mercado financeiro foi mais um dos setores que não ficou para trás. Nos últimos anos, passamos a ter cada vez mais acesso à internet. Fato que se deu, principalmente pelo aumento no número de smartphones em nossa sociedade.

Isso possibilitou a oportunidade de criação e fortalecimento das fintechs e bancos digitais. Segundo dados do BTG Pactual, somente entre 2017 e 2019 a quantidade de bancos digitais no Brasil cresceu 147%. Assim, estas novas instituições financeiras ganharam destaque entre os clientes, principalmente por facilitar diversas questões que os bancos tradicionais dificultavam.

Como por exemplo, o processo de abertura de contas, transações, requerimento de extrato, possibilidade de aumentar o crédito do cartão na hora, entre outras. Ao que tudo indica, estas novidades estão conquistando os consumidores. Conforme o Banco Central, somente as instituições digitais Inter, Nubank, Agibank e Original, já somavam cerca de 22 milhões de correntistas.

Além das facilidades oferecidas nos serviços bancários, outro grande diferencial dessas novas instituições financeiras é a relação que elas têm com os consumidores. Dessa forma, os bancos digitais conseguem conquistar e fidelizar os clientes, pois oferecem uma nova forma de experiência para o usuário.

Ou seja, oferecem uma plataforma interativa e fácil de usar, com ferramentas e informações disponíveis na palma da mão do cliente. Isso tudo, sem mencionar a possibilidade que o correntista tem, de entrar em contato com a instituição numa facilidade tremenda. Geralmente a plataforma conta com um chat através do aplicativo.

Quais são os melhores bancos digitais?

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) apontou que 90% dos brasileiros acham os serviços prestados pelos bancos digitais, melhores ou iguais aos dos bancos tradicionais. Ainda vale destacar, que os bancos digitais, atendem aqueles clientes que estavam insatisfeitos com os serviços prestados pelas instituições tradicionais.

Visto que este tipo de banco tinha altas taxas de juros, e serviços burocráticos. De forma contrária, os bancos digitais oferecem serviços com mais transparência e clareza sobre suas tarifas e formas de pagamento. Além disso, os preços são mais competitivos e possuem ferramentas mais eficientes e acessíveis para a gestão do dinheiro. Nesse sentido, os bancos digitais brasileiros conquistam cada vez mais sucesso entre a sociedade.

Um estudo feito pela Forbes em 2019, apontou o Nubank, Banco Inter e Neon no pódio dos melhores bancos brasileiros. Ou seja, eles estão à frente de todos os outros bancos tradicionais que contam com décadas de serviços e clientes fidelizados.

Além destes três, temos atualmente, no cenário nacional outros bancos que têm obtido destaque. São eles: C6, Banco Original e o Agibank. Com exceção do Banco Original, todos os bancos são gratuitos para utilizar, sem precisar pagar tarifas e taxas mensais.

Aceitação no mercado nacional

As instituições financeiras digitais já são uma realidade para o brasileiro. Segundo um levantamento realizado pela Quanto, em parceria com a Constellation Asset Management, 62% da nossa população já prefere o banco digital. Portanto, assim como outras facilidades proporcionadas pela digitalização, os bancos digitais são uma revolução no mercado, e provavelmente não vão embora tão cedo.

Crescimento durante a pandemia

A pandemia trouxe muitas inovações para o mercado, mas também acelerou algumas mudanças que já estavam em pauta. Como por exemplo os bancos digitais, que já vinham tendo crescimento significativo há anos. Porém foi com o distanciamento social, e com a crise econômica instaurada em nosso país, que estas instituições encontraram ainda mais força.

Isso se deu, pelo fato de que a população encontrou no meio digital, uma saída para conseguir manejar seu dinheiro sem precisar sair de casa. Além disso, outro fato que permitiu os bancos digitais cresceram na pandemia, é a possibilidade dos usuários adquirirem crédito de maneira mais fácil. Fato muito relevante, num momento em que a maioria dos brasileiros perdeu parte da sua renda devido à recessão que passamos.

Cartões de crédito de Bancos digitais e o público jovem

Um estudo realizado com 2 mil pessoas, pelo Ipec Pesquisas em parceria com o C6 Bank, aponta que cerca de 46% dos brasileiros já preferem usar o cartão de crédito do seu banco digital para realizar pagamentos.

Esta adesão, está principalmente na faixa etária dos 16 aos 24 anos. Os jovens utilizam cartões de banco digitais, duas vezes mais dos que usam cartões de bancos tradicionais. A pesquisa ainda aponta que as mulheres são as que mais utilizam a opção de pagamento de instituições digitais. Metade das entrevistadas já utiliza o cartão com frequência, enquanto entre os homens esta parcela é de apenas 42%.

Portanto, a parcela da população que mais faz pagamentos com cartões de banco digitais, são as mulheres jovens. Em suma, podemos compreender que os bancos digitais já são uma realidade para a sociedade brasileira. Seja pela facilidade na utilização do seu sistema, ou por permitir crédito de maneira mais ágil, a verdade é que eles já conquistaram a população.

E como a tendência da digitalização é crescer cada vez mais entre a humanidade, as instituições financeiras digitais também irão conquistar mais força nos próximos anos. Se você gostou desse texto, e quer receber mais notícias sobre inovações relacionadas ao mercado de trabalho, assine a nossa newsletter e receba conteúdos gratuitos diariamente.