Bruna Rebelo e Fernando Rodrigues, a estratégia na vida do empreendedor
Vídeos

Bruna Rebelo e Fernando Rodrigues, uma boa estratégia na vida do empreendedor – Vida Loka Podcast #72

  Você já desistiu de algum sonho por achar ele impossível ou até mesmo duvidou da sua capacidade? Bruna Rebelo e seu esposo Fernando Rodrigues mostram que a persistência é o caminho para o sucesso e nada é impossível.   No episódio #72 conversamos com o casal de empreendedores Bruna Rebelo e Fernando Rodrigues, fundadores […]

POR Johnny Telles | 30/05/2022 07h00 Bruna Rebelo e Fernando Rodrigues, uma boa estratégia na vida do empreendedor – Vida Loka Podcast #72 Bruna Rebelo Fernando Rodrigues - Whow Bruna Rebelo Fernando Rodrigues - Whow

Você já desistiu de algum sonho por achar ele impossível ou até mesmo duvidou da sua capacidade? Bruna Rebelo e seu esposo Fernando Rodrigues mostram que a persistência é o caminho para o sucesso e nada é impossível.

No episódio #72 conversamos com o casal de empreendedores Bruna Rebelo e Fernando Rodrigues, fundadores da CakeLover. Eles trouxeram insights sobre como uma boa estratégia de criação de conteúdo pode triplicar o faturamento do seu negócio ao lado de seu cônjuge.

Quem são Bruna Rebelo e Fernando Rodrigues?

Casados, empreendedores e trabalhando juntos. Bruna é formada em gastronomia, professora de confeitaria, especialista em bolos cobertos com buttercream e influenciadora com mais de 500 mil seguidores no Instagram e no YouTube mais de 200 mil inscritos.

Fernando é engenheiro de carreira e formação, encerrou sua carreira após 15 anos no mercado CLT e de forma bem-sucedida, para ser sócio de Bruna e trabalhar como gestão e administração no grupo CakeLover. Além de ter se tornado especialista em lançamentos de produtos no marketing digital. 

A participação ativa de Fernando nos negócios resultou que a empreendedora triplicasse o seu faturamento, que já era três vezes maior que a renda de seu marido. Em 2020, ela faturou R$8 milhões e em 2021, R$13 milhões. 

Seus produtos digitais já tem mais de 15 mil alunos espalhados em mais de 35 países, sendo seu curso principal ticket médio de R$1.997, que possui mais de três horas de conteúdo.

Vida pessoal x Vida profissional

Pensar em misturar a vida pessoal com a sua vida profissional te causa um estranhamento e insegurança? Você saberia dividir bem os assuntos?

Ao longo de toda a entrevista era notória a energia e sintonia do casal entrevistado. 

Ambos compartilharam momentos de medo e aflição ao longo da trajetória da criação da marca CakeLover, mas contam que juntos conseguiram superar tudo e alcançar o sucesso. 

Bruna e Fernando estão concluindo 15 anos junto, sendo nove de casados. Ambos nasceram na Zona Leste de São Paulo, mas hoje vivem em Alphaville com sua linda filha. 

Ao serem questionados sobre como funciona a vida trabalhando juntos deixam claro que os dois não podem exercer a mesma função no negócio, além da necessidade de confiança e muita clareza na divisão dos papéis. 

“Eu não tenho medo de deixar ela brilhar, ela é a estrela” comenta Fernando ao ser questionado se não fica incomodado por ficar nos bastidores da produção.

O casal conta das inúmeras viagens que realizaram juntos, dando enfoque para uma das que mudou a trajetória de suas histórias, a qual ele tomou uma grande decisão. A questão e desafio na vida do casal era decidir entre segurança e liberdade financeira. 

Fernando comenta a dificuldade que foi sair de seu emprego por já estar em um cargo bom, mas ao reparar nos números que sua esposa estava obtendo de faturamento, não pode recusar a proposta de trabalharem juntos. “Ele achava um máximo eu ganhar mais. A conta era separada e com consciência de tudo”, comenta Bruna. 

Educação familiar: empreendedorismo, estratégia e mudança de vida

Um dos assuntos abordados ao longo da entrevista foi a diferença da criação que Bruna e Fernando receberam de seus pais. 

Bruna cresceu em uma família que visava o desejo de empreender, possuir algo próprio. Quem iniciou o processo foi sua mãe ao abrir um buffet. Logo em seguida, o pai de Bruna despertou o sonho de parar de trabalhar para os outros e começou a correr atrás de seus objetivos para abrir o seu próprio negócio.

Assim, a família se mudou para o Arujá e abriram uma padaria em Mogi das Cruzes, todos com grandes planos, logo, partiram para a ação. 

Depois de algum tempo, o negócio faliu sem nem ser finalizado, por conta da falta de planejamento estratégico. Após esse episódio, Bruna descobre sua verdadeira paixão na confeitaria e abre sua própria marca, CakeLover.

Já Fernando compartilha que cresceu em uma família com o pensamento de priorizar a segurança e estabilidade. 

O entrevistado conta que cresceu escutando de seu pai que o objetivo seria conquistar um cargo bom em alguma empresa e por ali construir sua trajetória “Eu tenho que dar orgulho para ele”, completa. Uma das razões que causou tamanho peso ao ter que decidir se deixava o cargo ou virava sócio de sua esposa. 

Hoje em dia, após diversas voltas e descobertas, Bruna se encontra trabalhando em seu próprio negócio junto de seu marido, que se tornou sócio e cuida da estratégia e gestão da marca. 

O pai e irmão de Bruna, trabalham em uma empresa farmacêutica própria atingindo todo o mercado da área e realizando o sonho de empreender. 

A família nos mostra que mesmo após diversas tentativas, o desejo de mudança junto de uma boa estratégia resultam em sucesso. “O incômodo gera mudança”, comenta a entrevistada. 

Ao serem questionados sobre a criação de sua filha, os entrevistados deixam claro que vão orientá-la, mas jamais farão que ela se adéque aos modelos mentais impostos pela sociedade. 

Leia também Matheus Tomoto e o mercado internacional de educação – Vida Loka Podcast #71.

Superando suas limitações

“Os meus bolos caíam, eu tinha muito problema com eles.” 

– Bruna Rebelo 

Bruna conta ao longo da entrevista um pouco da sua jornada no mundo da confeitaria. Se formou em gastronomia em 2009 e virou confeiteira em 2011. 

Criou a CakeLover e Brûlée Gastronomia em 2013. Mas teve que renunciar seus negócios para cuidar de sua saúde, ela havia desencadeado fibrose intestinal. “Eu perdi 17 quilos na época”, conta a entrevistada. Após deixar o hospital e se recuperar, a sensação era de estar perdida, então começou a fazer marmitas fitness na época, mas sua maior paixão ainda eram os doces.

Em certo momento Bruna decide parar com as marmitas e se dedicar ao aprendizado da confeitaria, buscou referências  internacionais e aprendeu sobre a arte do buttercream. Comenta que foi a virada de chave para corrigir a beleza e a estrutura de seus bolos. 

Tempos depois, ela se tornou participante de um reality show de bolos na Ana Maria Braga e conseguiu conquistar o segundo lugar em  meio à competição, superando todas as suas expectativas e reconquistando sua confiança na arte da confeitaria. 

Ao final do reality Bruna já havia conquistado suas primeiras turmas de confeitaria com mais de 250 alunos. 

Busca de um propósito

Atualmente o casal comenta que acima de tudo têm como objetivo fazer que a marca mude a vida das pessoas. “Minha meta não é ganhar mais, é transformar mais vidas”, comenta Fernando. 

A busca atual no empreendimento da marca é na base do ecossistema de produto, com a busca de ajudar mais pessoas, e consequentemente aumentar o tempo de vida da empresa. 

Ao final da  entrevista os participantes trocam insights de análises no que pode ser melhorado e sobre a necessidade da descoberta da tese principal da de uma empresa. “O futuro é o agora”, finaliza Fernando Rodrigues. 

Curtiu nosso episódio de hoje? Você pode conhecer muito mais sobre o trabalho de Bruna Rebelo e Fernando Rodrigues pelas redes sociais, no Instagram @brunarebelo e @fernandorodrigues_! Além disso, conheça o trabalho da CakeLover.