Brasileiro é otimista com o avanço de tecnologias no mercado de trabalho, segundo pesquisa  - WHOW
Vendas

Brasileiro é otimista com o avanço de tecnologias no mercado de trabalho, segundo pesquisa 

Estudo da Lenovo aponta que 72% dos entrevistados no país acredita que a tecnologia está facilitando o avanço para o próximo nível de carreira

POR Gabriely Souza | 31/10/2019 14h20 Brasileiro é otimista com o avanço de tecnologias no mercado de trabalho, segundo pesquisa  Foto Markus Spiske

O brasileiro é otimista e cordial com o avanço das novas tecnologias no mercado de trabalho. Este é o resultado da pesquisa realizada pela Lenovo, divulgada em outubro. O levantamento entrevistou mais de 15 mil pessoas de todo o mundo, incluindo EUA, México, China, Índia, Japão, Reino Unido, Alemanha, França e Itália. 

O objetivo da pesquisa foi, segundo a empresa, saber como as pessoas encaram o papel da tecnologia em suas vidas e na sociedade, hoje e no futuro.

Enquanto o nível global de confiança de que as novas possibilidades e a Ciência estão facilitando o avanço para o próximo nível de carreira é de 56%, no Brasil o percentual é de 72%. O otimismo é mais alto ainda no México (74%) e Índia (85%).

tecnologias Foto (PxHere)

“A força de trabalho da próxima geração, que espera métodos de trabalho mais flexíveis, cresceu com a tecnologia sempre ativa. Eles estão adotando uma adoção mais rápida em ambientes comerciais, minimizando assim a distinção entre tecnologia comercial e de consumo, além de usar a tecnologia para uma integração efetiva da vida profissional”, afirma Dilip Bhatia, vice-presidente de experiência do usuário e do cliente, Lenovo, em nota.

Automação no trabalho

Outro dado, porém, é que mais da metade (51%) dos entrevistados manifestou alguma preocupação de como as novas tecnologias poderiam “eliminar seus empregos”.

O otimismo é quase igualmente amplo no potencial da automação. Por exemplo, um número um pouco maior de pessoas (52%) disse estar “extremamente” ou “muito interessado” em fazer com que a automação assuma os aspectos mais entediantes de seus empregos. Isso inclui tarefas mais demoradas, como organização de papéis (45%), planilhas de horas e faturas (39%), limpeza e organização (37%) e anotações (36%).

Além disso, no que diz respeito à produtividade, exatamente metade dos entrevistados do mundo disse acreditar que dispositivos como smartphones economizam pelo menos 30 minutos por dia, ajudando-os a realizar as tarefas com mais rapidez e eficiência.

tecnologias Foto (Pixabay)

Responsabilidade Social

Já quando se trata de responsabilidade social corporativa, existe uma crença compartilhada entre as pessoas de que as empresas de tecnologia devem contribuir para o bem comum, com pouco menos de um terço (30%) declararam que seu principal papel deve ser o de fortalecer as economias e criar novos empregos.

“Os benefícios que os dispositivos tecnológicos permitem – desde conversas cara a cara imediatas com colegas de todo o mundo até a simplificação e automação de tarefas tediosas – estão tendo um impacto significativamente mais profundo no local de trabalho de hoje do que qualquer coisa que já vimos ante”

Bob O’Donnell, presidente e analista-chefe da TECHnalysis Research

“No futuro, eles permitirão tornar nossos ambientes de trabalho ainda mais interessantes e produtivos”, conclui Bob.


+TECNOLOGIA

Cidades inteligentes: dados e tecnologia a favor da mobilidade
A tecnologia pode ser sustentável?

As novas tecnologias serão capazes de consertar o problema crônico da mobilidade no Brasil?
O equilíbrio entre pessoas, processos e tecnologia leva à inovação?