Bradesco e Porto Digital, no Recife, criam ecossistema de quase 600 startups - WHOW

Pessoas

Bradesco e Porto Digital, no Recife, criam ecossistema de quase 600 startups

Startups estão vindo a São Paulo para captar negócios e a sua porta de entrada é o hub de inovação do Bradesco, Inovabra Habitat

POR Raphael Coraccini | 17/06/2019 20h00 Ilustração Mirko Grisendi Ilustração Mirko Grisendi

Inovação requer integração entre diferentes forças de mercado. Assim funcionam os hubs de tecnologia do mundo, desde o tradicional Vale do Silício até as novas iniciativas na África e na Ásia. Os hubs de países em desenvolvimento, como o Brasil, são dedicados, a priori a resolver problemas do mercado interno.De olho nessa necessidade de discutir problemas e soluções para inovação no âmbito nacional com empreendedores, empresas, governos e academia, o Bradesco abriu suas portas para startups do Porto Digital, no Recife. A proposta é que o Porto Digital indique startups capacitadas para resolver demandas de negócios das empresas que operam dentro do Inovabra e do próprio Bradesco.

O caminho inverso também será feito, com as startups estabelecidas em São Paulo buscando soluções e negócios no Recife e região. O Inovabra Habitat conta com 180 startups e 50 empresas de tecnologia e tem projetos bem desenvolvidos em atividades como Big Data e Algoritmos, Internet das Coisas e Inteligência Artificial.

Coordenação de forças

O Porto Digital reúne 328 empresas dos segmentos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Economia Criativa (EC), além de organizações de fomento e órgãos de Governo. O centro de inovação do Recife é reconhecido pelo futuro das cidades por meio iniciativas de prototipação com base em fabricação digital e internet das coisas (IoT).

O hub de inovação na capital pernambucana emprega 10 mil profissionais e tem faturamento anual de R$ 1,8 bilhão. O local é organizado no modelo Triple Helix, com ação coordenada entre governo, academia e empresas, e opera há mais de 20 anos.


+DISRUPÇÃO

O que é inovação disruptiva, e por que é tão importante?
Uma disrupção para cada tipo de empresa
As 17 empresas mais disruptivas do mundo

Um mercado em disrupção: o Brasil 2020 é fruto de uma auto-inovação