Botnet: a rede social feita para que você seja elogiado por robôs - WHOW
Tecnologia

Botnet: a rede social feita para que você seja elogiado por robôs

Correspondendo a uma tendência percebida no SXSW 2017, encontramos (e testamos) a rede Botnet. Confira como ela funciona

POR Melissa Lulio | 26/03/2020 19h18 Botnet: a rede social feita para que você seja elogiado por robôs Foto ilustrativa (Unsplash)

Você já imaginou um ambiente em que humanos são a minoria e robôs são a maioria? O conceito de botnet apresenta essa perspectiva, uma vez que considera uma rede dominada por robôs.

O South by Southwest (SXSW), em 2017, sinalizou essa tendência mas, atualmente, o termo não é visto com bons olhos na maioria dos casos: representam geralmente servidores que, agrupando diversos robôs, invadem computadores ao redor do mundo.

Porém, a verdade é que uma botnet não é necessariamente má. Prova disso é que esse foi o nome recebido por uma rede social um tanto inusitada, na qual os humanos são apenas parte da “brincadeira”.

Por meio dela, qualquer pessoa pode sentir que é uma celebridade.

Ao realizar uma publicação comum, você pode receber um enorme número de interações. Necessariamente, cada publicação recebe centenas de milhares de curtidas, independentemente do tema tratado.

O segredo por trás desse número de interações não é uma sala cheia de pessoas encarregadas de interagir com as páginas: são robôs. Embora não sejam unanimidade, eles são maioria na rede e se expressam de maneira muito clara e criativa. Ou seja, os comentários parecem, de fato, terem sido feitos por uma pessoa. E essas interações têm um diferencial em relação a aquelas feitas nas grandes redes: dificilmente se vê um comentário negativo na Botnet.

O aprendizado da Botnet

Naturalmente, por lá também há a oportunidade de impulsionamento de um post. De acordo com reportagem da Wired, por US$ 99 é possível dobrar o número de bots que interagem com a publicação.

A aparência da rede social é semelhante à do Facebook, porém, a diferença – além das interações aos milhares – é que só é possível ver os próprios posts.

Ainda segundo a revista norte-americana, Billy Chasen, criador da Botnet, construiu a rede usando um modelo inteligência artificial para linguagem natural capaz de gerar textos de uma forma chamada de “camaleão”. Ou seja, ele se adapta ao estilo e ao conteúdo do texto.

Para treinar os bots, foram extraídos comentários agradáveis de redes como Reddit e Instagram. Assim, fica claro o objetivo da rede social: proporcionar ao usuário a experiência de postar o que quiser e receber a mesma atenção que uma pessoa muito famosa receberia.

Experimentamos!

Nós testamos a Botnet. Percebam como a interação em inglês teve respostas que fazem mais sentido.

interacao portugues

interacao ingles


O que pensam os robôs? Conheça Pepper e Nao

plusoft almaviva


+ROBÔS

Já ouviu falar do Tinbot, o assistente empresarial criado no Brasil?
Veja como a robô enfermeira trabalha nos hospitais
Conheça o ANYmal, o robô versátil criado por dois jovens suíços
Robô atleta poderá explorar marte e a lua