BMG UpTech busca integrar boas ideias e o mercado - WHOW
Tecnologia

BMG UpTech busca integrar boas ideias e o mercado

O espaço de inovação do Grupo BMG, tem a missão de facilitar o surgimento de startups que resolvam problemas reais das corporações

POR Carolina Cozer | 15/04/2020 09h00 BMG UpTech busca integrar boas ideias e o mercado Arte Grupo Padrão (@flaviopavan_76)

O Grupo BMG, nos últimos anos, priorizou a concepção de empresas e tecnologias ligadas ao desenvolvimento sustentado. Desde julho de 2016, a companhia conta com um braço de inovação, o BMG UpTech, uma corporate venture que investe em startups.

Em 2020, o Grupo BMG completa 90 anos de vida. Apesar de terem começado suas operações há quase um século, a modernização é parte essencial do espírito da empresa ― que investe, também, nos setores agro, imobiliário e logística de exportação.

Inovação e diversificação no BMG

Localizado no bairro Santo Agostinho, em Belo Horizonte (MG), o BMG UpTech é um ambiente de inovação que oferece desde espaço para coworking a investimentos financeiros em novos negócios.

Ele surgiu há quase quatro anos, com a missão de formar elos entre boas ideias e o mercado. “Foi criado para acompanhar o movimento de inovação que vem crescendo no mundo ― vide a economia do compartilhamento e o desenvolvimento de aplicativos para facilitar a vida das pessoas e organizações ― e busca ficar próximo de quem está inovando, não apenas investindo financeiramente nesse ecossistema, mas também oferecendo suporte para que os negócios consigam se desenvolver”, explicou Rodolfo Santos, CEO do BMG UpTech, ao Whow!, demonstrando como o espaço contribuiu para diversificar ainda mais a atuação do Grupo BMG.

BMG UpTech Foto (BMG UpTech/Divulgação)

Ponte entre boas ideias e o mercado

Segundo Rodolfo, o BMG UpTech identifica as startups cujos negócios sejam viáveis, investe no seu desenvolvimento e as coloca em contato com o mercado. Ou seja, com possíveis compradores das soluções.

“A empresa já realizou mais de 500 investimentos em startups no Brasil e Estados Unidos, juntamente à Bossa Nova Investimentos, companhia de micro venture capital da qual é sócio” 

Rodolfo Santos, CEO do BMG UpTech

O BMG UpTech também já investiu individualmente em startups, por meio de projetos de aceleração e pré-aceleração, e até com um programa próprio, desenvolvido em parceira com a Confederação Nacional de Transportes (CNT). Este programa se chama Conecta, e teve sua primeira rodada de financiamentos disponível em 2018.

Para o futuro, o CEO conta que, entre os planos da corporate, está a expansão dos investimentos em conjunto com a Bossa Nova. Além disso, pretendem buscar novos parceiros de corporates para criar programas de aceleração e investimento em startups que resolvam problemas reais das corporações.


+NOTÍCIAS

Entenda como desenvolver inovação disruptiva na era digital
Medo e proximidade: duas qualidades para se manter inovador
Como manter times remotos motivados
De onde vem as ideias que geram inovações?