Bancos de imagens gratuitos para usar na sua empresa - WHOW

Eficiência

Bancos de imagens gratuitos para usar na sua empresa

Entenda aqui o conceito de banco de imagens, como utilizar essas ferramentas a favor do negócio e cinco opções gratuitas que oferecem bons materiais.

POR Redação Whow! | 14/07/2021 16h48

Usar boas fotos ou ilustrações na comunicação do negócio é muito importante. E, para fazer isso, pode-se optar pelos bancos de imagens. Alguns deles possuem uma versão gratuita ou são totalmente de graça e são riquíssimos em termos de material disponível.  Neste conteúdo, entenda a importância do uso das boas imagens e o que são os famosos bancos de imagens. 

O que são bancos de imagens e como usar?

Bancos de imagens são sites, ou repositórios, que disponibilizam para venda ou consumo gratuito imagens, vídeos, áudios, ilustrações e vetores, produzidos de modo profissional. Porém, o conceito de banco de imagens não é recente: os primeiros surgiram ainda na década de 1920. Dá para acreditar?

Neste período, as empresas que produziam fotografias, as primeiras agências, tinham o costume de “jogar fora”, ou seja, descartar as imagens que não seriam utilizadas comercialmente. Nesse contexto, elas eram oferecidas para outras pessoas e até outros negócios, gratuitamente. 

Contudo, a partir de 1980, a demanda por fotos começou a aumentar. E, produzir este material do zero, a cada solicitação de uma empresa, era bastante caro. Assim, as empresas e agências de marketing começaram a fazer as suas sessões “aleatórias” de fotos e vendê-las para os clientes. 

Isso também significava uma boa oportunidade para fotógrafos, que agora poderiam fazer campanhas livres e vender o seu material. Nasciam, então, os bancos de imagens em um modelo mais semelhante ao que existe hoje no ambiente digital. 

A importância do uso de boas imagens

Você consegue imaginar um conteúdo, seja de um blog, ou em uma rede social, sem nenhuma imagem? 

Utilizar uma boa imagem não significa, necessariamente, que o seu conteúdo irá engajar ou ser realmente muito relevante para o leitor. Porém, a imagem também faz parte do conteúdo, atuando como complemento da comunicação escrita e melhorando a experiência do usuário.

Então, se você não dava muita atenção a este assunto, chegou a hora de mudar este conceito. 

5 Bancos de imagens gratuitos para usar na sua empresa

Banco de imagem: Unsplash

O Unsplash é um dos bancos de imagens mais populares e permite que você realize a busca das fotos por meio de temas. Contudo, para que ele emita resultados mais assertivos, é necessário pesquisar com temas em inglês.

Uma das vantagens do Unsplash é o fato de não necessitar de conta para acesso e download gratuito das imagens. Outro benefício é voltado para os desenvolvedores, que podem buscar via API as imagens diretamente do banco de dados, ou seja, direto da fonte. 

E, caso você crie uma conta, o Unsplash permite a criação de coleções de imagens.

Banco de imagem: Pexels

O banco de imagens Pexels, além de imagens, fotos e vídeos, também possui papéis de parede. É possível realizar a busca das imagens conforme as cores desejadas e de acordo com as que são mais buscadas pelos outros usuários. Além disso, caso você deseje conhecer quais foram os fotógrafos de determinada foto, o Pexels também mostra.

Outra função interessante é a possibilidade de selecionar o corte e o tamanho da foto já na hora do download. Por exemplo, se acaso você necessita de uma imagem mais retangular, é só indicar os tamanhos que o sistema recorta na plataforma.

Entretanto, vale ressaltar que os cortes não são precisos. Ou seja, tente na hora dessa seleção pensar na proporção exata da foto, para não excluir nenhum detalhe importante.  Ao todo, este banco reúne mais de 3 milhões de mídias e permite que você monte a sua própria coleção, seja no computador ou no celular.  

Banco de imagem: Freepik

Se você gosta de utilizar vetores e ilustrações, ou então está em busca de arquivos em PSD, o Freepik é o banco de imagens gratuito indicado. Nele, além das fotos e imagens, você encontra vários modelos prontos de infográficos ou de revistas, por exemplo. 

O Freepik, atualmente, conta com mais de um milhão de imagens e fotografias gratuitas. Porém, atenção: nem todos têm direitos livres e esse aspecto está sempre indicado ao lado de cada uma. Clicando na foto ou na imagem, é possível verificar também a procedência e o tipo de licença.

Este banco também possui uma versão premium, que custa US$ 10 por mês, para ter acesso aos materiais exclusivos. Outra observação importante é que apenas o site do Freepik é em português, enquanto a plataforma está em espanhol. 

Banco de imagem: Raw Pixel

O Raw Pixel é um banco de imagens que, acredite, “distribui” as suas imagens nos outros bancos. Nele, além das fotografias, é possível acessar também ilustrações e vetores. Este banco também possui uma versão premium, que permite o acesso a outras imagens exclusivas. 

Um grande diferencial do Raw Pixel é o fato de possuir uma sessão somente para obras que estão em domínio público. Isso significa que, por exemplo, você pode realizar o download de lindas pinturas botânicas.

Banco de imagem: Pixabay

O Pixabay é um dos bancos de imagens mais usados e mais completos, além de não ter versão paga, ou seja, todas as imagens, vídeos, vetores, fotos e ilustrações estão disponíveis para todos os usuários.  O material do Pixabay soma 1,2 milhão de elementos e não é necessário realizar nenhum cadastro para ter o acesso. Além disso, este banco permite a busca por alguns filtros diferenciados, como tipo, cor e orientação.

Escolha bem as imagens

Dentre as infinidades de fotos que podem ser encontradas nesses bancos gratuitos, busque escolher aquela que mais combina com o seu objetivo.

Afinal, estamos falando de repositórios internacionais, que podem conter imagens de várias partes do mundo. Outra dica importante é ter cuidado para não repetir as mesmas imagens, ou até mesmo utilizar uma que esteja sendo usada por um concorrentePode parecer algo elementar, porém, quando não há identificação do público com determinada peça produzida, seja no meio on ou off, as chances de engajamento são baixas. 

Gostou do conteúdo? Se a resposta for sim, assine agora mesmo gratuitamente a nossa newsletter. Assim, receba todos os dias, artigos interessantes sobre empreendedorismo, tecnologia, gestão e mercado!