Aplicativos e dados de gamificação fitness - WHOW

Consumo

Aplicativos e dados de gamificação fitness

Para fidelizar os clientes e ainda obter reconhecimento de marca, diversas empresas estão apostando na gamificação. Confira essa prática pode servir para o seu negócio.

POR Redação Whow! | 06/05/2021 17h35

Gamificação é uma palavra que vem do inglês Gamification. Se define pela prática de aplicar mecanismos de jogos em diversas áreas, como por exemplo negócios, saúde e vida social. 

Essa ferramenta tem como objetivo o aumento do engajamento e da curiosidade dos usuários. Todavia, além dos desafios propostos, na gamificação as recompensas são primordiais para que o jogo tenha sucesso e não acabe frustrando seus usuários.

A proposta já é vista como uma das apostas da educação no século 21. Uma vez que além de despertar interesse, ainda aumenta participação, desenvolve criatividade e autonomia, promove diálogo e resolve situações-problema, em diversas áreas. 

A gamificação pode ser considerada uma das respostas ao maior inimigo do engajamento: o desinteresse. Leia o texto até o final e confira como essa proposta pode estar alinhada ao seu produto.

Gamificação fitness e o uso de dados

Uma das vertentes que mais utiliza a gamificação atualmente é a da busca pela vida saudável. Visto que a população está cada vez mais obesa, a preocupação com o bom funcionamento do corpo vem crescendo a cada ano. 

Segundo um estudo da Organização Mundial da Saúde, no Brasil, essa doença crônica aumentou 67,8% nos últimos treze anos, saindo de 11,8% em 2006 para 19,8% em 2018. A previsão é que em 2025, 2,3 bilhões de adultos estejam acima do peso, sendo 700 milhões de obesos.

A fim de reverter essa situação, a procura por um estilo de vida mais saudável também vem aumentando. Esse mercado cresce a receita em ma média anual de 8,7% no mundo, e alcançou o patamar de US$ 99,9 bilhões no ano de 2019, conforme aponta relatório da Associação Internacional de Saúde, Raquete e Clube Esportivo (IHRSA).

Nesse sentido, algumas alternativas estão sendo lançadas para tornar o estilo de vida saudável mais acessível e até divertido. Como é o caso dos aplicativos de gamificação fitness. Que incentivam à prática esportiva ao oferecerem planos diários de alimentação e exercícios, assim como recompensas virtuais e físicas e até campeonatos.

Os dados podem ser armazenados de duas formas: automática ou manualmente. Na forma automática, geralmente o usuário possui algum aparelho que mede os elementos em questão. 

Alguns exemplos desses aparelhos são smartwatch e balanças inteligentes, que detectam o nível de diversos itens do nosso corpo, como batimento cardíaco e massa corporal, por exemplo.

Já na forma manual, o indivíduo irá inserir os dados toda vez que realizar exercícios, fazer uma refeição ou até dormir, por exemplo. Os dados são armazenados e analisados pela plataforma que o usuário preferir. Dessa forma, passam a ter maior controle da sua saúde e ainda participam de jogos e pesquisas recompensadoras.

O caso da Apple

Assim como muitas outras empresas, as gigantes Apple e Nike embarcaram nesse universo. As duas marcas, que já são reconhecidas pela modernidade, lançaram seus próprios programas de gamificação fitness. 

Em 2019 a Apple lançou um aplicativo para usuários de seus dispositivos, para que possam se inscrever em três estudos de saúde, permitindo que compartilhem dados relacionados à saúde para pesquisas médicas.

Os estudos são feitos em parceria com diversos institutos de pesquisa, dentre eles o Instituto Nacional de Ciências da Saúde Ambiental do NIH e a Escola de Saúde Pública de Harvard TH Chan. 

Nessa pesquisa, as pessoas que se inscreverem, podem utilizar o AppleWatch ou o próprio iPhone para contribuir sobre dados de movimentação, frequência cardíaca e nível de barulho.

Aplicativos de gamificação fitness

Com esse aumento na busca da vida saudável e da gamificação, diversas plataformas já estão disponíveis para o público. Confira a lista de alguns exemplos que listamos:

Strava

Uma das plataformas mais conhecidas, o Strava já conquistou selos na Play Store e na Apple Store. É um aplicativo que se destaca pela variedade de ferramentas. Ele conta com a possibilidade de rastrear qualquer atividade física, como corrida, pedalada, caminhada, surf, canoa, patinação no gelo, dentre outras.

Uma vez que estamos vivendo num período de distanciamento social, o app ainda permite que o usuário se conecte com uma comunidade de atletas. Permitindo a troca de experiências, assim como a participação de competições. 

Ainda é válido ressaltar que os atletas que completarem desafios, recebem medalhas virtuais e, em alguns casos, até prêmios e descontos.

MyFitnessPal

Para conquistar os resultados desejados, é necessário alinhar tanto os exercícios como a alimentação. O MyFitnessPal permite que o usuário controle tanto a ingestão quanto o gasto calórico. 

Uma vez que a balança nos apresenta quanto estamos ingerindo de gramas e não de calorias. Dessa forma, é possível conferir se estamos em déficit ou superávit calórico e, assim garantir a precisão para conquistar os objetivos desejados.

Logo de início, o aplicativo nos pergunta qual é a meta do usuário, perder, manter ou ganhar peso, qual o nível de atividade física e informações básicas como peso e altura. Dessa forma é possível compreender qual é a taxa metabólica basal e identificar se e como, a sua alimentação deve mudar. Para aqueles que desejam ter um controle maior, a plataforma ainda permite inserir os exercícios realizados ao longo do dia.

Radarfit

Criada em 2018, pelas empresárias Jade Utsch, Tatiany Ribeiro e Jennifer de Faria, a startup Radar Fit é um dos maiores cases de sucesso de gamificação fitness no Brasil. Após 2 mudanças no produto, a plataforma encontrou o sucesso por meio da recompensa imediata. Dessa forma, a empresa oferece aos assinantes diversos jogos relacionados ao universo fitness.

Essas missões são feitas de acordo com os objetivos do usuário, que podem ser perder peso, comer melhor ou ganhar massa muscular. A cada meta cumprida, que precisa ser fotografada, o usuário desbloqueia a próxima tarefa e ainda recebe moedas virtuais. 

A plataforma fornece planos diários para que os objetivos possam ser cumpridos. Após a análise do tempo gasto e da foto enviada, a inteligência artificial comprova ou não se a meta foi cumprida.

As moedas recebidas após a conclusão das tarefas, são usadas para que os jogadores participem de campeonatos. Nestas competições, os usuários disputam com outros assinantes do aplicativo por prêmios reais. Pode ser uma TV Smart, um speaker JBL ou até um iPhone. Cada torneio conta, em média, com 100 a 200 participantes e ganha quem cumprir mais missões durante o período determinado.

Estes são apenas alguns exemplos de plataformas disponíveis no mercado. No entanto, se você deseja uma ação específica para o seu negócio, para conquistar reconhecimento de marca e fidelização de clientes, procure um desenvolvedor de aplicativos ou outros meios de gamificação mais acessíveis para o seu negócio.