WHOW

99 terá novo aplicativo com realidade aumentada para os usuários

mobilidade Foto Denys Nevozhai Unsplash capa

Imagem Denys Nevozhai: Unsplash

Em um anúncio nacional, a primeira startup unicórnio brasileira, a 99 , que desde o início de 2018 faz parte do grupo chinês Didi Chuxing terá no seu novo aplicativo a ferramenta de realidade aumentada para indicar o caminho do passageiro até o ponto de encontro com o motorista.

De acordo com Davi Miayke, diretor Geral de Operações e Produto da 99, a novidade foi o resultado de focus groups e interações com passageiros e motoristas, além da infraestrutura tecnológica da empresa-mãet ”Por mais de seis meses construímos um novo aplicativo. Fizemos conversas e focus groups e vimos que os passageiros têm dificuldade para se encontrar com o motorista. Nos maiores aeroportos do Brasil já te temos o guia de embarque”, comentou o executivo durante coletiva de imprensa online.

Início da realidade aumentada da 99 no Brasil

A nova funcionalidade será disponibilizada no Brasil neste mês na cidade Confins, em Minas Gerais. “A ideia é expandir para os aeroportos de  Santos Dumont e Guarulhos no primeiro trimestre de 2021“, disse Davi.

Para integrações fora de aeroporto, a 99 se juntou ao Google Street View, e assim guiar os usuários até o local combinado.

E em janeiro, segundo Davi, a ferramenta estará disponível para todos os sistemas operacionais de smart phones.

“O app foi feito com os pedidos de parceiros e passageiros, e realizado entre Brasil, China e Estados Unidos. Entendemos os problemas locais e usamos soluções de engenheiros globais”, explicou o diretor Geral de Operações e Produto da 99.

Estaria a empresa também de olho em chegar ao startups de superapp, por conta do 99 Food , disponível em algumas cidades do Brasil? “Já somos um superapp de mobilidade, com sete categorias. Queremos popularizar a mobilidade para todas as classes sociais. E estamos expandindo o nosso perímetro como um superapp”, declarou Davi.

Segundo dados da empresa, hoje ela já atende a mais de 1.600 cidades no Brasil e possui 20 milhões de passageiros. E em 2020, também de acordo com a empresa, houve um crescimento de 40% no público na periferia, além do investimento total de R$ 157 milhões distribuídos entre: combate ao coronavírus, transporte de pessoas vulneráveis e médicos, proteção dos motoristas, novas tecnologias e segurança (câmeras nos carros), novos produtos (com novas categorias de corrida, o 99 Entrega e 99 Pay).

realidade aumentada

Para integrações fora de aeroporto, a 99 se juntou ao Google Street View, e assim guiar os usuários até o local combinado, segundo o diretor Geral de Operações e Produto da empresa. Imagem de divulgação 99

Segurança e carteira digital

Outro dois destaques ao longo do anúncio da empresa, durante a coletiva de imprensa digital, foram o quesito de segurança com a instalação de câmeras, ao logo do vidro retrovisor, em parte dos carros, e a possibilidade de 220% do CDI em rentabilidade para quem já tem acesso à carteira digital da 99.

Thiago Hipólito, diretor de segurança da empresa, descreveu que o monitoramento por vídeo e áudio é de 24horas por dia. “Já disponível nos principais grandes centros do Brasil, a câmera tira fotos a cada quatro minutos e o motorista pode apertar um botão de pânico a gravação ocorre de forma ininterrupta”, descreveu o executivo.

Ele também apontou que o monitoramento das corridas acontece em uma união de inteligência artificial e fator humano. A  interação acontece com o usuário, quando uma corrida demora mais do que o normal ou há parada inesperada, declarou Thiago.

Mas é possível declinar a entrada em um carro com câmera? O diretor de segurança da 99 comentou que o  passageiro é notificado sobre  o tipo de carro e, caso não queira, um novo carro é enviado.

Já o head da 99Pay, Mauricio Orsolini Filho, contou que o saldo na carteira digital da empresa, disponível atualmente em nove cidades brasileiras, poderá ter uma rentabilidade de até 220% do CDI, isento de taxas. Ele também comentou sobre a expansão do produto para os principais centros do País: “Cada passo de expansão é muito bem pensada. Para São Paulo e Rio de Janeiro, provavelmente até o final do segundo trimestre de 2021.”

A empresa de mobilidade urbana também integrará a sua solução ao Pix. “Vemos como uma força e que veio para ficar. No inicio de 2021 estaremos integrados para possibilitar o pagamento de corridas via Pix”, declarou Mauricio.


+NOTÍCIAS

Nespresso lança nova loja com realidade aumentada
A digitalização em quatro setores no Brasil pós-pandemia
A trajetória dos unicórnios brasileiros na pandemia
Novo unicórnio na área: VTEX entra para a lista de startups bilionárias brasileiras

Sair da versão mobile