7 tendências que os consumidores esperam das empresas em 2020 - WHOW
Tecnologia

7 tendências que os consumidores esperam das empresas em 2020

Estudo da Delloite revelou as principais expectativas da sociedade em relação às companhias para o ano que está começando

POR Luiza Bravo | 20/12/2019 10h00 7 tendências que os consumidores esperam das empresas em 2020 Foto (Pixabay)

As tecnologias digitais estão facilitando a vida dos consumidores em muitos aspectos, mas também podem comprometer as conexões humanas, criando cada vez mais uma “dívida de experiência” entre as marcas e seus clientes. Essa é uma das conclusões do relatório Global Marketing Trends 2020, da Delloite.

Mais de 80 especialistas no mundo foram ouvidos para apontar as tendências mais urgentes em que cada empresa terá que focar sua atenção nos próximos dois anos, para construir marcas socialmente responsáveis e mais próximas dos consumidores. A seguir, listamos as sete tendências-chave apontadas pelo estudo. 

1.Elevar a experiência humana

O ritmo acelerado das mudanças digitais tem feito com que as pessoas se sintam mais isoladas, criando o que a Delloite chama de “dívida de experiência”. Essa dívida tem implicações de longo alcance para os usuários de tecnologia. Para pagá-la, as organizações e seus ecossistemas devem se concentrar em elevar a experiência humana.

Para as empresas, isso significa lutar para atender às necessidades humanas não atendidas de conexão, alinhando clientes e força de trabalho.

2020 Foto Ian Schneider (Unsplash)

2.Propósito é tudo

Um objetivo claro é fundamental para as organizações em 2020 será articular o porquê de uma empresa existir, quais problemas ela está tentando resolver e quem ela quer ser para cada pessoa que afeta. As empresas que lideram com um propósito e constroem em torno dele atraem e retêm talentos, e conquistam lealdade, consistência e relevância contínuas na vida dos consumidores. Ao liderar com propósito, muitas empresas estão superando seus concorrentes e deixando um impacto em todos que tocam.

3.Ampliação da participação do consumidor

A tecnologia oferece novas oportunidades para consumidores, cidadãos e comunidades se envolverem diretamente na construção das marcas. Esse aumento da interação pode ser uma vantagem competitiva, já que fortalece o relacionamento com o público. 

Segundo o relatório, as empresas que conseguirem integrar a participação dos clientes na construção da jornada do consumidor e no ciclo de vida do produto vão largar na frente em 2020.

4.Construção de confiança

O relatório da Delloite destaca que, atualmente, cerca de 73% dos consumidores pagam por produtos que prometem transparência total. Por isso, espera-se que as marcas sejam abertas, honestas e consistentes em todos os aspectos de seus negócios. 

Nesse cenário, a tecnologia pode ajudar as empresas a desenvolver uma estrutura que fortaleça a confiança dos consumidores, por exemplo, protegendo seus dados e sua privacidade.

5.Fusão

Os limites tradicionais do mercado estão desaparecendo, e as marcas, cada vez mais, deixam de ser entidades isoladas para integrar ecossistemas maiores. O estudo sugere que, em 2020, as empresas se esforcem para expandir para novas áreas de negócios, e assim atendam às necessidades dos clientes; identifiquem oportunidades de crescimento e parcerias; e criem valor para o público.

2020 Foto (Unsplash)

6.Agilidade

Nos próximos meses, as marcas devem passar do engajamento reativo para o proativo, para atender às vontades e necessidades dos clientes. Para isso, as empresas podem reestruturar suas funções de marketing, alavancar o poder dos dados em tempo real acessados ​​por plataformas digitais e obter rapidamente insights para projetar experiências humanas mais personalizadas de maneira ágil.

7.Valorização de talentos

Por fim, o ativo mais importante das empresas atuais é a variedade de talentos que ela possui, incluindo embaixadores da marca, influenciadores sociais e parceiros. Além disso, o relatório destaca que as organizações com as melhores experiências da força de trabalho também desfrutam de uma satisfação 12% maior do que as outras organizações e de uma taxa maior de crescimento da receita.


+TENDÊNCIAS

Tendências tecnológicas e o seu impacto no mercado de turismo
Tendência no mundo, home office é um dos benefícios mais procurados, segundo pesquisa
O fim da improdutividade: como as startups combatem a ineficiência no mundo corporativo
Inovação é o principal fator de valorização das marcas no Brasil, aponta estudo