7 startups que podem ajudar a quem quer empreender - WHOW
Eficiência

7 startups que podem ajudar a quem quer empreender

O ano de 2020 deve bater recorde na taxa de empreendedorismo inicial. Conheça ferramentas que ajudam quem administra a própria empresa

POR Adriana Fonseca | 21/10/2020 16h45

O Brasil deve atingir, em 2020, uma marca histórica em relação ao número de empreendedores iniciais no país, segundo análise da série histórica da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) realizada com apoio do Sebrae. A expectativa é que, caso a avaliação se confirme, 25% da população adulta esteja envolvida na abertura de um novo negócio ou em um negócio com até três anos e meio de atividade.

Em períodos de crise, aliás, é comum subir a taxa de empreendedorismo inicial. Já houve picos em 2008-2009 e em 2014-2016. Um levantamento feito pela empresa de marketing digital SEMrush mostrou que o termo “abrir MEI” (Microempreendedor Individual) teve um aumento de 222% nas buscas no Google no mês de agosto de 2020, comparado ao mesmo mês no ano anterior.

Busca pelo empreendedorismo

Março, mês que deu início à pandemia do novo coronavírus no Brasil, registrou 74 mil buscas do mesmo termo, enquanto em agosto deste ano foram 110 mil buscas. Outros termos que tiveram 100% de aumento nas buscas no Google foram CNPJ, MEI, DAS MEI, CNPJ Receita, MEI boleto, consulta CNPJ, portal do MEI, busca ou cartão CNPJ, simples nacional MEI e situação cadastro MEI.

Em 2019, segundo a GEM, o Brasil atingiu 23,3% de taxa de empreendedorismo inicial, considerada a maior marca até agora, e chegou ao segundo maior patamar total de empreendedores: 38,7% da população adulta, entre 18 e 64 anos, desde 2002, primeiro ano da série histórica.

Hoje, existem no país 53,4 milhões de brasileiros à frente de alguma atividade empreendedora. 

Startups que facilitam vida do empreendedor

Empreender é desafiador. Quando se abre uma pequena empresa, o dono do negócio se vê atuando em diferentes frentes, da contabilidade ao comercial, passando pela gestão de pessoas. Em um mundo de avanços tecnológicos, muita coisa já foi facilitada e algumas startups que ajudam os empreendedores a trilharem os seus caminhos. Conheça algumas delas:

Contabilizei: É um escritório de contabilidade on-line que digitaliza todos os processos contábeis. Os processos são 100% digitais, e a startup oferece soluções como abertura de empresa e conta digital gratuita, parcelamento de imposto, emissão de guias e pagamento de tributos.

Contraktor: É uma plataforma de gestão de contratos e assinatura digital que oferece o serviço de gerenciamento de documentos para empresas. 

Gingo: É uma plataforma gratuita criada pelo Grupo Flora,  gestor das empresas Flores Online, Isabela Flores e Uniflores, que ajuda os pequenos empreendedores que precisam fazer vendas por delivery. 

Intuit: Fundada nos Estados Unidos e com escritório no Brasil, a empresa desenvolve sistemas de gestão financeira que prometem simplificar e impulsionar os negócios de micro e pequenas empresas, além dos de profissionais autônomos.

KingHost: A empresa de soluções digitais oferece hospedagem de sites para empreendedores. A marca vem investindo na diversificação do portfólio para simplificar a relação com a tecnologia de pessoas com ou sem conhecimento técnico. Os serviços incluem desde computação na nuvem até ferramentas que otimizam o posicionamento dos sites nos buscadores on-line.

Vindi: É uma plataforma que faz cobrança recorrente através de um sistema de pagamento on-line, oferecendo soluções de gateway, boleto e recuperação de inadimplência.

Zendesk: É uma empresa de CRM focada em serviços que cria softwares de suporte, vendas e engajamento com o cliente projetados para promover melhores relacionamentos entre as marcas e seus consumidores.


+STARTUPS

Entenda o que é o Marco Legal das Startups
Conheça o ecossistema de inovação do Amazonas
Hub’s: o espaço de inovação aberta e empreendedorismo do Ibmec
64% dos consumidores brasileiros já adotam as fintechs na rotina