6 tendências do empreendedorismo para 2022 - WHOW

Inovação

6 tendências do empreendedorismo para 2022

Especialista destaca o que será destaque no mundo dos negócios no próximo ano

POR Redação Whow! | 01/04/2022 12h00

Com uma parcela expressiva da população brasileira com o esquema vacinal completo, 2022 se mostra promissor para a retomada de alguns tipos de negócios. Além disso, chamado de “o novo normal’, há muita coisa que não será como antes.

O empreendedorismo foi afetado diretamente pela pandemia, e isso significa que a retomada de muitas atividades será feita de forma diferente.

Segundo Rafael Gianesini, CEO e co-fundador da Cidadania4u, empresa especializada no reconhecimento de cidadania italiana e portuguesa, as atividades remotas vieram para ficar e tendem a ganhar novas características, mesclando o que funcionava antes de 2020 e o que deu certo ao se adaptar a uma realidade pandêmica sem precedentes.

O executivo listou cinco tendências do mundo dos negócios para os empreendedores ficarem de olho:

  1. Anywhere Office – a pandemia mostrou que basta uma boa conexão de internet e comprometimento para que o trabalho seja feito. De acordo com uma pesquisa realizada pela Korn Ferry, uma empresa global de consultoria organizacional, cerca de 70% dos entrevistados afirmam que voltar a trabalhar presencial será estranho e 55% apontam que esta possibilidade os deixa estressados. Para 2022 muitas empresas vão apostar em modelos híbridos ou 100% remotos, possibilitando as empresas contratarem talentos de qualquer lugar do mudo.
  2. Criação de Conteúdo  Gianesini aponta que apesar de a criação de conteúdo não ser novo, é algo que vai ganhar ainda mais destaque em 2022: “Cada vez mais as pessoas querem se envolver com os conteúdos que consomem, então é importante que as empresas estejam preparadas para produzir conteúdos que entregam valor, engajem o cliente, tornando ele um verdadeiro embaixador da marca”.
  3. Experiência do Cliente – todo empreendedor sabe que o cliente é alma do negócio e, por isso, encantá-lo é uma tarefa constante em qualquer empresa. Sendo assim, é necessário planejar toda a jornada do cliente e como tornar sua experiência mais rica para que assim a percepção de valor que ele tem da marca seja ainda maior.
  4. E-commerce – muitas pessoas começaram a usar a internet para fazer compras após o isolamento social e não existe sinal de que isso é passageiro: de acordo com o relatório elaborado pela Ebit Nielsen realizado em conjunto com o Bexs Banco, mesmo com a retomada das atividades presenciais em 2021, o e-commerce no Brasil cresceu mais de 30% no primeiro semestre em comparação ao mesmo período do ano anterior. Por isso, é importante que as empresas se atentem a isso e foquem em sites com boa navegabilidade e com design responsivo que se adapte a todos os tipos de tela.
  5. Proteção de dados – A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) entrou em pleno vigor este ano e por isso a proteção de dados pessoais será um tema quente em 2022. Com mega vazamentos sendo divulgados, as empresas precisam ficar ainda mais atentas para garantir a proteção do seu banco de dados.
  6. ESG (Environmental, social and corporate governance) – Do inglês, Governança Ambiental, Social e Corporativa. Trata-se de uma avaliação da consciência coletiva de uma empresa em relação aos fatores sociais e ambientais que está muito em alta. “Medidas de governança focadas em sustentabilidade e ações sociais são itens que, apesar de terem ganhado destaque em 2021, vão continuar em evidência nos próximos anos”, é o que aponta Gianesini. “Os clientes da atualidade buscam empresas com valores parecidos com os seus, por isso é importante que os empreendedores pensem nos valores inegociáveis da sua marca e como isso se encaixa na vida do seu consumidor.” finaliza.