5 inovações na educação para crianças durante a quarentena - WHOW
Eficiência

5 inovações na educação para crianças durante a quarentena

Com o foco no ensino e até no retorno às aulas, inovações para a educação estão presentes ao redor do muno. Conheça algumas

POR Eric Visintainer | 05/06/2020 17h13

As aulas continuam suspensas ou focadas no ambiente digital para muitos alunos ao redor do mundo. Além disso, museus e parques ainda permanecem com restrições de acesso. Assim, as crianças também precisam superar alguns obstáculos neste momento de quarentena global. Para isso, algumas inovações foram pensadas para elas e na continuidade da educação.

O Trend Watching, grupo especializado em tendências e criado na Holanda, compilou uma série de ações na formação educacional das crianças, durante o período ao novo coronavírus. Conheça cinco projetos.

Inovações para a continuidade da educação 

Graduação pelo Minecraft

No Japão, os alunos do ensino fundamental, que concluíram o ano letivo, não teriam como realizar a cerimônia de graduação por conta do fechamento da escola. No entanto, eles transferiram o evento do meio físico para o jogo Minecraft, com direito a tapete vermelho. O game já conta com mais de 126 milhões de usuários mensais no planeta e passou a ser utilizado também como um local de encontro dos alunos.

educação Foto graduação dentro do Minecraft (divulgação)

Comissão de bordo como educadores

A maior companhia aérea da Finlândia, Finnair, também sofre com a crise da atual pandemia e precisou demitir parte dos seus funcionários. No entanto, 40 deles se uniram para serem voluntários na ajuda com as lições de casa de alunos. Entre os voluntários estão comissários de bordo e capitães.

Aplicativo e realidade aumentada para o ensino

O Google também inovou para auxiliar na educação dos mais novos. Através do reconhecimento de voz do aplicativo Read Along, crianças acima dos cinco anos podem iniciar o processo de alfabetização. O app, que foi lançado primeiro na Índia, agora está disponível em 180 países e nove línguas, como o português.  A empresa ainda afirma que não há necessidade da internet após o download, apenas para acrescentar novas histórias, e não inclui anúncios.

A big tech também disponibilizou a tecnologia de realidade aumentada no barra de busca para a interação com animais em 3D. Desta forma os pais ganham a possibilidade da interação no ensino da vida animal aos filhos.

Divisores na sala de aula

Uma mãe empresária inglesa, da cidade de Sunderland, criou uma divisória para o seu filho de 11 anos, pensando no retorno das aulas. O produto é como um caixa cortada ao meio, com uma janela retangular de acrílico na frente para que a criança possa interagir em sala. Louise Stephenson quer ajudar as crianças a manterem o distanciamento social, com a possibilidade de assistirem as aulas presencialmente.


educação Arte Grupo Padrão (@flaviopavan_76)


+EDUCAÇÃO

Startup de educação financeira fundada em 2018 conquista aporte
Educação do futuro: por que o ensino superior precisa se reinventar

Edtechs: qual país está liderando esse movimento?
A inovação potencialmente ilegal vai disruptar o setor de educação