3 tendências da tecnologia na indústria. Saiba mais!
Tecnologia

3 tendências da tecnologia para a indústria

A tecnologia na indústria: quais são as principais mudanças? E as tendências? Por que investir na tecnologia industrial? Entenda mais neste conteúdo

POR Redação Whow! | 26/05/2021 16h42 3 tendências da tecnologia para a indústria

A tecnologia na indústria já é uma realidade.  As inovações, que já haviam modificado tantos setores da economia, agora seguem fortes no segmento industrial. De sensores que detectam a falta de suprimentos até à produção inteligente: é possível otimizar qualquer processo. Logo, Continue a leitura deste artigo, para entender os impactos da tecnologia na indústria, alguns números e as principais tendências para o setor.

Tecnologia e inovação na indústria

Segundo a Federação Internacional de Robótica – IFR, em 2019 o Brasil havia adquirido 3.500 robôs. Hoje, segundo dados da mesma Federação, o país conta com 15,3 mil robôs. Ou seja, em 2020, bateu-se o recorde mundial de operações com robôs: 2,7 milhões, conforme o World Robotics 2020 Industrial Robots, relatório apresentado também pela IFR. 

No mundo todo, também é registrado o maior número de robôs em estoques da história. Os setores que mais utilizam automação são os da indústria automotiva, eletroeletrônica, química, plástica, de alimentação e metal/máquinas.

Afinal, a  tecnologia não somente é capaz de otimizar processos na indústria, como também de prover uma melhor experiência ao cliente final e até mesmo proteger os colaboradores de atividades que os expõe a riscos. Veja agora mais motivos para investir em tecnologia industrial.

Motivos para investir em tecnologia industrial

Ainda segundo dados da IFR – Federação Internacional de Robótica, em um relatório divulgado no final de 2021, o número de robôs que podem trabalhar ao lado das pessoas cresceu em torno de 11%.

Contudo, o Brasil ainda tem bastante o que crescer no que diz respeito à aplicação de tecnologia na indústria. Mesmo o país liderando a região sul-americana, com mais de 15 robôs em operação, ainda fica atrás do México (40,3 mil)  e da índia (26,3 mil).

Logo, se formos comparar com grandes líderes no segmento, a diferença é ainda maior.  A China, já passa de 783 mil, o Japão 355 mil e os Estados Unidos 293 mil.

Maior segurança

O uso de robôs na indústria torna o trabalho mais seguro. Afinal, os robôs podem detectar a presença humana e assim evitar acidentes de trabalho, bem como substituir os colaboradores em atividades mais perigosas e precárias.

Ou seja, também contribui para a otimização do trabalho humano, direcionando os funcionários para outras atividades, como as reflexivas.

Aumento na produtividade

Acima de tudo, a tecnologia contribui para o aumento da produção em larga escala, principalmente em atividades repetitivas

Redução dos custos 

Hoje, pode-se realizar o monitoramento das máquinas, para garantir a manutenção no tempo certo, bem como evitar possíveis falhas. Dessa forma, consegue-se detectar algum tipo de problema precocemente. Nesse contexto, outro custo que está sendo reduzido são os relacionados com as viagens a negócio. Agora, com o uso da cloud computing, que veremos mais adiante, consegue-se acompanhar e monitorar várias coisas remotamente. Isso dispensa a presença física dos funcionários, muitas vezes em locais mais distantes.

Produção inteligente

A indústria está buscando ser mais flexível, de modo a se reinventar em um mercado altamente competitivo e com clientes cada vez mais  exigentes – movimento que também está acontecendo em vários outros setores. Na produção inteligente, ocorre a aplicação massiva da tecnologia, principalmente por meio do uso de Internet das Coisas -IOT e Inteligência Artificial. Ou sejam o setor está buscando ser mais flexível, de modo a se reinventar em um mercado altamente competitivo.

Ganhos em sustentabilidade

Com o uso da tecnologia na indústria, além dos ganhos na produção, é importante citar a melhor utilização e aproveitamento das matérias-primas,  como o uso racional e aproveitamento de água, por exemplo

Tendências tecnológicas para o segmento

Por onde começar, então? Em síntese, algumas tendências tecnológicas, que já estavam se destacando em outros segmentos, aparecem também na indústria.

Cloud computing

Cloud computing significa computação em nuvem e diz respeito ao acesso remoto a sistemas, plataformas e até mesmo documentos. Assim, não existe mais a necessidade do armazenamento físico de grandes arquivos, sendo possível guardá-los de modo muito mais seguro e acessá-los a qualquer momento, de qualquer lugar. 

Google Docs, as músicas no Spotify e os filmes da Netflix são exemplos de cloud computing. Tudo isso fica salvo na nuvem. Esse tipo de tecnologia permite:

  • redução dos custos com infraestrutura, pois dispensa gastos com compras, hardware e software;
  • economia de espaço físico;
  • centralização da informação;
  • trabalho remoto.

Robótica na indústria

Quando se fala em tecnologia, automaticamente associa-se aos robôs. Nesse contexto, a robótica proporciona muitos benefícios ao setor industrial.

Em suma, na indústria, um robô pode executar tarefas como fabricação, limpeza e manutenção. Além de tudo isso, este recurso trabalha com atividades que exigem um alto nível de precisão, força e repetição.  Atualmente, também é possível encontrar robôs para atuarem em cooperação junto com os funcionários, os chamados COBOTS, ou robôs colaborativos. Assim, é criado um ambiente híbrido e a força do trabalho é melhor aproveitada.

Inteligência Artificial na tecnologia em indústria

A Inteligência Artificial está sendo usada, em larga escala, no mundo inteiro. Segundo levantamento da consultoria IDC, os investimentos em IA devem chegar a R$ 140 bilhões no mundo inteiro.  Dessa forma, o principal objetivo do uso da IA nas fábricas é reduzir os custos de processo de produção. Dentre suas aplicações, está em apontar, com alto nível de precisão, o número ideal de produtos que precisam ser repostos aos distribuidores. Em suma, a IA prevê menos erros e menos custos.

Internet das Coisas -IOT

Acima de tudo internet das Coisas  – IOT é um conceito relacionado à conectividade dos nossos objetos do cotidiano com a internet. Assim, nas indústrias, dispositivos com IOT podem ser aplicados principalmente na logística e para gerenciar o estoque de maneira mais estratégica. 

Algumas outras aplicações da IOT na indústria são: 

  • realizar uma gestão eficiente dos custos com energia e iluminação, evitando desperdício de energia com lâmpadas acesas: é possível gerenciar, até mesmo por voz e à distância.
  • reposição instantânea do estoque, a partir da detecção dos sensores que indicam onde falta produto;
  • levantamento de quais produtos não estão saindo do estoque em tempo hábil, para a criação de estratégias de movimentação.

Portanto, gostou do nosso artigo? Assinando a nossa newsletter gratuitamente , você recebe conteúdos interessantes como este em primeira mão!