3 passos para falar de saúde mental no trabalho - WHOW
Pessoas

3 passos para falar de saúde mental no trabalho

Pesquisa revela que um a cada seis colaboradores enfrentam problemas de saúde mental no trabalho, mas 90% destes profissionais não discute o tema com seus líderes

POR Flávia Lippi | 18/11/2021 16h59 3 passos para falar de saúde mental no trabalho

Com o prolongamento da pandemia, uma das dificuldades mais enfrentadas pelas equipes nos dias de hoje é a questão da comunicação. O home office e a digitalização das relações de trabalho permitiram que a gente continuasse a trabalhar de maneira segura, mas será que nós realmente já conseguimos nos adaptar a esse novo método?

Aliado a isso, temas que eram delicados e difíceis de serem conversados agora correm o risco de ficarem ainda mais distantes da realidade dos líderes e suas equipes.

Segundo uma pesquisa divulgada pela Mind Org, no Reino Unido, um a cada seis colaboradores enfrentam problemas de saúde mental no trabalho, mas 90% desse total não discute essa questão com seus líderes.

Pensando nisso, separei para você três passos para reverter esse número e cultivar uma cultura de bem-estar sustentável a longo prazo para as pessoas e para a sua empresa.

1. Seja proativo e procure entender as situações individuais das pessoas da sua equipe. Se você notar que um colega está com problemas na entrega ou teve uma mudança no humor, procure ele ou ela no particular e se coloque aberto para ouvir o que essa pessoa tem a dizer.

2. No começo de reuniões de equipe ou mensais, inicie uma discussão sobre como as pessoas estão se sentindo, como estão as coisas em casa, quais as dificuldades que estão passando. Dê o exemplo o compartilhe você também os seus desafios; isso torna a sua liderança mais humana e empática, o que aumenta a produtividade e bem-estar do seu time.

3. Crie um ambiente acolhedor e esteja disponível para realmente ouvir as pessoas do seu time. Uma política de bem-estar na empresa não funciona da boca para fora, é preciso uma mudança de cultura e mindset para realmente se colocar no lugar do outro e acolher sua dor.

Flávia Lippi é jornalista científica de formação, empreendedora social de coração, pesquisa e cria conteúdos sobre neurociências e comportamento, saúde mental e gestão emocional e inovação nas relações de trabalho. Publicou 13 livros e 8 best-sellers. Para receber conteúdos, dicas práticas e insights sobre neurociência, Biohacking e empreendedorismo, siga @flavialippi nas redes sociais e entre no grupo do Telegram