3 opções para transformar desperdício em lucro para sua empresa - WHOW
Eficiência

3 opções para transformar desperdício em lucro para sua empresa

Empresas devem olhar para o que seria desperdiçado, desde produtos até oportunidades de serviço, como potencial de faturamento

POR João Ortega | 30/08/2021 08h48 3 opções para transformar desperdício em lucro para sua empresa

No Brasil, são geradas cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano, segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), que mostram um crescimento de 19% ao longo da última década. Todo esse lixo gera uma série de problemas, tanto em relação ao meio-ambiente e à saúde, quanto financeiros.  

A estagnação da evolução da reciclagem no país, que permanece inferior a 4% do lixo gerado, é um dos fatores que elevam o custo com resíduos no país. Estima-se que poderiam ser economizados R$ 14 bilhões por ano se a reciclagem fosse mais eficiente. No entanto, esta não é a única forma de repensar a relação com o lixo. 

Empresas de todos os tamanhos devem ver seus resíduos sólidos como oportunidades de ter mais lucro. Isso mesmo: algo que normalmente é tratado como despesa na ampla maioria dos negócios pode ser lucrativo. E, hoje, há plataformas digitais que ajudam o empreendedor nesse sentido. Veja, a seguir, três opções para transformar o que seria desperdiçado em dinheiro: 

b4waste

Este marketplace digital conecta empresas do setor de alimentos, que tenham produtos perto da data de validade, com consumidores que desejam pagar menos. Ou seja, trata-se de uma alternativa para não jogar comida fora, rentabilizando ativos que iriam para o lixo. A maior parte dos parceiros cadastrados no app da b4waste são mercados, empórios, armazéns e padarias localizados na cidade de São Paulo.

B2Blue

Ao invés de focar no consumidor final, a B2Blue tem um marketplace voltado ao segmento B2B e não restrito ao setor de alimentos. A solução conecta empresas geradoras de resíduos a empresas que enxergam esses resíduos como matéria prima e faz a ligação entre as duas pontas de interesse. Com atuação no Brasil inteiro, a plataforma oferece geolocalização para que a transação seja feita entre empresas da mesma região para diminuir custos de logística. 

XporY

Entre os três exemplos, a XporY é a plataforma mais ampla por permitir rentabilizar qualquer desperdício, inclusive de serviços. A grande inovação desta solução é não envolver dinheiro: por meio da permuta multilateral, uma empresa oferece serviços ou produtos de sua capacidade ociosa e recebe, em troca, crédito na própria plataforma. Este, por sua vez, é utilizado para obter serviços ou produtos que interessem àquela empresa. Dessa forma, é possível rentabilizar desde uma vacância em um dia pouco movimentado para o setor de serviços até produtos que seriam jogados fora por estarem próximos da validade no caso de um mercado.