15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível intermediário III - WHOW
Eficiência

15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível intermediário III

Leia mais um manual da série de Whow! que explica alguns termos de startups, como know-how, quick win, bootcamp, dentre outros

POR Carolina Cozer | 27/08/2020 12h44 15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível intermediário III Arte: Grupo Padrão (@flaviopavan_76)

Será que você tem o know-how necessário para identificar o must to have da sua empresa? Entenda essas e outras expressões intermediárias de startups nesta matéria especial de Whow! com termos que todo empreendedor precisa saber.

Se quiser conferir as publicações anteriores desta série, os links estão ao final do texto.

Backlog

Backlog é a lista de tarefas de um trabalho a serem cumpridas, mas que não são prioridade no momento. Funciona mais ou menos como uma lista de espera dentro de um projeto. O termo é muito usado em TI e desenvolvimento de software.

Bootcamp

Eventos de aprendizado baseados em imersão. A tradução literal de “bootcamp” é “campo de treinamento”. Eles puxam a ideia dos treinamentos militares para outras áreas de conhecimento, como empreendedorismo e desenvolvimento de software. Bootcamps de inovação são frequentemente desenvolvidos pelo Sebrae no Brasil.

C-level

Título dado aos cargos corporativos de alto escalão. São as funções conhecidas como CEO, COO, CMO, CTO etc. As siglas são iniciadas com a letra “c”, de “chief”, que significa “chefe”.

termos de startups Imagem de Mudassar Iqbal por Pixabay

Core business

Também conhecido como atividade básica ou núcleo de negócio, o core business é a atividade principal de uma empresa, seu ponto forte e base estrutural. Por exemplo, o core business da Microsoft são os computadores.

Cross selling

Significa literalmente “venda cruzada”. É o ato de oferecer outros produtos no ato de uma venda, a fim de aumentar o ticket médio da loja ou oferecer uma experiência diferenciada ao cliente. A estratégia é utilizada tanto no varejo offline quanto online.

Crystal

Uma das metodologias que fazem parte da framework de Agile é a chamada Crystal, que tem foco nos indivíduos de um time e suas relações enquanto parceiros de um projeto. Seus objetivos são a comunicação e a transparência entre equipes, além de ser “ultraleve” (pouca documentação) e altamente adaptável (sem ferramentas fixas).

Data-driven

Quando a cultura de uma empresa é formada com base em dados, diz-se que essa empresa é data-driven. Nessas corporações, as decisões e estratégias são todas baseadas em informações coletadas e mensuráveis, deixando de lado o fator de “feeling”. A Netflix é um exemplo de empresa data-driven.

Double Diamond

Double Diamond é uma das partes que compõe o Design Thinking. Sua estrutura possui quatro fases distintas, que funcionam como as quatro pontas de um diamante: Descobrir, Definir, Desenvolver e Entregar.

Franchising

São as conhecidas franquias, ou seja, a venda de licença de um negócio no qual seus direitos de uso de marca são cedidos em troca de royalties.

Jobs to be done

Metodologia de inovação que visa observar o comportamento do consumidor para entender as áreas de vida que eles querem transformar, sem se basear em produtos pré-existentes no mercado. Através desse conhecimento são aplicadas técnicas de inovação e marketing para criar produtos e torná-los facilmente vendáveis.

Know-how

Anglicismo que significa “saber fazer”, ou “saber como fazer”. É aplicado para indicar o domínio de um indivíduo ou empresa sobre algum campo de conhecimento específico. Também representa as informações passadas de um franqueador a um franqueado.

Landing Page

Estratégia usada em websites para atrair e conquistar novos usuários. Normalmente a landing page é a página inicial de acesso de um site, mas contém elementos diferenciados, pois oferecem produtos e ações com função de conversão. Por exemplo: campo para cadastro de newsletter, formulários, ebooks, infográficos etc.

Must to have

Mentalidade que determina que o produto ou serviço de uma empresa precisa resolver um problema real dos usuários (“must to have”) e não serem apenas um “good to have”, ou seja, algo bacana de se ter, mas não realmente essencial.

Officeless

Movimento que busca a ruptura da necessidade de escritórios físicos para se trabalhar, defendendo que a autonomia de localização proporciona melhores relações de trabalho e maior produtividade e engajamento.

Quick win

As quick wins, ou vitórias rápidas, em português, são processos simples e baratos e que trazem resultados potentes às empresas, com velocidade. Existem estratégias que podem ser adotadas para implementar um quick win, como encurtar processos, calcular o ROI, melhorar a comunicação entre equipes, dentre outros.

empreendedores


+EMPREENDEDOR

15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível básico III
15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível intermediário II
15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível avançado II
15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível básico I