SAVE THE DATE 23, 24 E 25 JUL 2019 ARCA - SP SAVE THE DATE 23, 24 E 25 JUL 2019 ARCA - SP SAVE THE DATE 23, 24 E 25 JUL 2019 ARCA - SP
A inovação te leva para outro mundo.
Ambiente virtual quer acabar com o tabu sobre sexualidade
Escrito por Leonardo Santos | 28 de junho de 2018 | 8 meses atrás

Falar sobre sexo ainda é um tabu. Se muitos adultos se sentem desconfortáveis discutindo o tema entre si, conversar sobre isso com os filhos pode ser ainda pior. Uma plataforma trabalha para mudar essa realidade e quebrar os tabus sobre sexualidade. O ambiente virtual O Futuro do Sexo reúne especialistas para falar sobre o futuro das relações.

Compre agora seu ingresso do Whow! Festival de Inovação!

O Futuro do Sexo conta com 23 especialistas que participam de rodas de diálogos, workshops e cursos relacionados ao entendimento da sexualidade. No portal, são publicados vários artigos que buscam desconstruir a ideia de que sexo se limita ao ato.

Barreira

A instituição enfrenta muita resistência porque leva “sexo” no nome. A fundadora Cassiana Buosi, ouviu vários conselhos sobre o nome do ambiente virtual. Ela foi alertada para não colocar “sexo” porque isso traria resistência do público logo no primeiro contato com a marca. A empreendedora fez uma pesquisa abrangente, a maioria dos especialistas consultados disse que as pessoas não iriam entender a proposta.

Mas, ao colocar no papel a missão e os valores do Futuro do Sexo, Cassiana percebeu que a empresa precisava levar “sexo” no título. Isso porque ela avaliou que fugir da polêmica iria contrariar os princípios da empresa. “Como podemos nos propor a tirar o tabu do assunto sexo quando nós mesmos não podemos falar a palavra ‘sexo’?”, pensou na época.

Talk B4

A estratégia usada para driblar a resistência foi um spin-off. A equipe está lançando uma nova empresa, que deriva do Futuro do Sexo. A “Talk B4” (abreviação para “talk before”), antigo projeto que se chamava “Preparando a Massa”, é uma escola digital que prepara pais para falar sobre assuntos delicados. “O primeiro tema tratado é a sexualidade. As crianças estão sendo impactadas com conteúdos adultos cada vez mais cedo, o que está gerando um caos na sociedade”, explica Cassiana.

Na Talk B4, os pais escolhem trilhas de conhecimento e fazem o curso interagindo com especialistas. Os profissionais, de diversas formações, que participam do curso são treinados na metodologia da plataforma. Além disso, o curso conta com a parceria de escolas e educadores. A iniciativa já tem sete rodas de conversa marcadas e espera conseguir organizar outras em escolas de São Paulo.

Whow!

A fundadora do Futuro do Sexo vai mediar um painel no Whow! sobre o espaço da mulher na ciência. Para ela, o viés inconsciente é um dos fatores que contribuem para que as mulheres não assumam o protagonismo na ciência e na tecnologia. “Eu vejo que existe um número bom de mulheres, mas elas ainda não têm cargos de liderança na proporção que mereciam”, defende Cassiana.

Top